PARASITA: Filme Sul-Coreano é Brilhante, Cômico, Dramático e Trágico

Em certo momento do extraordinário PARASITA, do sul-coreano Bong Joon Ho, um casal de pessoas pobres está falando sobre uma família rica. O marido diz: “Eles são ricos mas ainda assim bons.” A esposa expressa uma dúvida sobre o dito e retruca: “Eles são bons porque são ricos.”

PARASITA é um excepcional exercício cinematográfico sobre as abissais diferenças entre as classes sociais no mundo de hoje, especificamente na Coréia do Sul, mas com uma universalidade altamente impactante.

O mundo do exibicionismo, arrogância, desperdício e fartura dos ricos (aqui simbolizados pela família Park) são expostos sem qualquer filtro pela câmera irônica, inteligente e contundente de Bong Joon Ho, na melhor tradição de filmes como A COMILANÇA, FEIOS SUJOS E MALVADOS, O LEOPARDO e O DISCRETO CHARME DA BURGUESIA.

A poucos quilômetros da Mansão Park, mas a uma distância econômica abissal, vive a família Kim, pai, mãe, filha e filho desempregados que circunstancialmente têm a oportunidade de ingressar na família rica como empregados fazendo diversas funções, através de golpes e farsas já antecipadas na maravilhosa cena em que os jovens pobres andam pela casa buscando captar um sinal de wi-fi de um vizinho.

PARASITA é um filme que tem muitas cenas cômicas. Mas mesmo estas cenas têm uma dramaticidade e uma tragicidade que fazem o espectador rir muito mas com um forte dor no estômago pelo que está vendo.

Brilhantemente feito, PARASITA mereceu muito a PALMA DE OURO que ganhou no Festival de Cannes. Também mereceu os elogios unânimes que vem recebendo pelos críticos de todas as latitudes. O filme já ganhou 23 prêmios internacionais.

Em tempos de festas nababescas divulgadas pelo Instagram, em contraste com milhões de desempregados e pessoas morrendo de fome, PARASITA é um filme obrigatório, não somente pela excelência de sua feitura, mas pela reflexão necessária que deixa a todas as pessoas com um mínimo de consciência. Isto também é papel do artista e do cinema.

At one point in South Korea’s extraordinary Parasite by Bong Joon Ho, a couple of poor people are talking about a rich family. The husband says, “They’re rich but still nice”. His wife has her doubts. “They’re nice because they’re rich,” she counters. 

PARASITE is an exceptional cinematic exercise on the abyssal differences between social classes in today’s world, specifically in South Korea, but with a highly impacting universality.

The world of the vanity, arrogance, waste and abundance of the rich (here symbolized by the Park family) are exposed without any filter by Bong Joon Ho’s ironic, clever and blunt camera, in the best tradition of movies like LA GRAN BOUFFE, BRUTTI SPORCHI I CATIVVI, IL GATTOPARDO and THE DISCRETE CHARM OF BURGUESIA.

A few miles from Park Mansion, but at an abyssal economic distance, lives the unemployed Kim family, father, mother, daughter, and son who circumstantially have the opportunity to join the wealthy family as employees doing various jobs, through blows and farcies already anticipated in the wonderful scene where poor young people walk around the house trying to pick up a wifi signal from a neighbor.

PARASITE is a movie that has many comic scenes. But even these scenes have a dramatic and tragic nature that makes the viewer laugh a lot but with a severe stomach ache for what he is seeing.

Brilliantly made, PARASITE deserved the GOLDEN PALM that it won at the Cannes Film Festival. It also deserved the unanimous praise it has received from critics of all latitudes. The film has already won 23 international awards.

In this times of rich parties announced by Instagram, in contrast to millions of unemployed and starving people, PARASITE is a must-see movie, not only for its excellence, but for the thoughtfulness it leaves everyone with a minimum of conscience. This is also the role of the artist and the cinema.

One Reply to “PARASITA: Filme Sul-Coreano é Brilhante, Cômico, Dramático e Trágico”

  1. Realmente fiquei intrigada e incomodada por dias apos ver o filme…

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.