SILVERADO: Lawrence Kasdan Fez uma Excelente Releitura do Western Clássico

Lawrence Kasdan é um nome curioso do cinema. O diretor e roteirista fez apenas 12 filmes em sua carreira. Iniciou com CORPOS ARDENTES, um policial noir extraordinário com William Hurt e Kathleen Turner. Seguiu em altíssimo nível com O REENCONTRO, um sensível ensaio sobre a amizade e a vida, mostrando as interações entre oito amigos da época da faculdade que se encontram anos depois para o velório de um deles. E fechou um excepcional trio inicial com SILVERADO, uma releitura dos westerns clássicos de excelência.

Está certo que anos depois fez um horroroso APANHADOR DE SONHOS, baseado em um livro de Stephen King. Era um filme quase grotesco.

Fui rever SILVERADO, depois de assisti-lo pela primeira vez 35 anos atrás. É realmente um filme top de linha. Quatro cowboys se reunem por uma coincidência e vão à cidade de SILVERADO, onde se deparam com um Xerife corrupto que se mantém no poder sufocando a população com um grupo de pistoleiros violentos.

Ver os quatro cavaleiros arriscarem a vida para resgatar a liberdade e a justiça para pessoas que nunca viram e em uma cidade com a qual não tinham relação é muito próximo do código de honra próprio do western e seus heróis. Emocionante e humano demais.

Scott Glenn, Kevin Costner, Kevin Kline e Danny Glover estão excelentes como os heróis. Brian Dennehy faz um vilão na melhor tradição dos clássicos do gênero: é corrupto, forte, violento, impiedoso e se disfarça sob um manto de respeitabilidade como Xerife. O excelente elenco ainda tem Linda Hunt, John Cleese, Jeff Goldblum, Rosanna Arquette e Richard Jenkins.

O filme tem uma ótima trilha sonora de Bruce Broughton e uma fotografia maravilhosa de John Bailey. Mas a direção de Kasdan é inspiradíssima, optando por tomadas visualmente deslumbrantes. Apenas para citar uma delas, na cena inicial, quando o personagem Emmet sai da pequena cabana onde participa de um tiroteio a câmera abre a imagem para mostrar um ampla paisagem do Oeste, no melhor estilo criado por John Ford, onde o cenário monumental era um personagem dos westerns.

O roteiro escrito pelo próprio Kasdan (uma especialidade dele que foi roteirista de CAÇADORES DA ARCA PERDIDA e vários filmes da franquia STAR WARS) e seu irmão Mark Kasdan cria personagens, cenas e diálogos memoráveis.

Apenas um exemplo. O personagem de Kevin Costner está preso e vai ser enforcado. Seu irmão chega e pergunta por que ele foi preso:

Jake: Tudo o que fiz foi beijar uma garota!; Emmett: Eles te prenderam por isso?; Jake: Sim, eu beijei uma garota, e esse outro cara não gostou, então discutimos, e então eu decidi sair dali. Então eu saí de lá. Você me conhece, Emmett, não quero problemas. Então, eu vou lá fora, e esse sujeito tenta me dar um tiro nas costas.; Emmett: Você teve que matá-lo?; Jake: Não, não, eu atirei no braço dele. E ele largou a arma.; Emmett: Eles te prenderam por ter ferido o braço de um cara?; Jake: Bem … não, não exatamente. Porque, veja, então seu amigo começou a atirar em mim.; Emmett: Que amigo é esse?; Jake: Aquele com a espingarda.; Xerife Langston: O MORTO.

SILVERADO é não somente um western maravilhoso. É um dos melhores filmes da década de 80 e se inscreveu como um dos três filmes inesquecíveis de Lawrence Kasdan.

Lawrence Kasdan is a curious name in cinema. The director and screenwriter has made only 12 films in his career. It started with BODY HEAT, an extraordinary thriller with William Hurt and Kathleen Turner. It followed at a very high level with THE BIG CHILL, a sensitive essay on friendship and life, showing the interactions between eight friends from the time of college who meet years later for the burial of one of them. And closed an exceptional initial trio with SILVERADO, a excellent reinterpretation of classic westerns.

It is true that years later he made a horrible DREAMCATCHER, based on a book by Stephen King. It was an almost grotesque film.

I went to see SILVERADO again, after watching it for the first time 35 years ago. It is really a top of the line movie. Four cowboys meet by coincidence and go to the city of SILVERADO, where they encounter a corrupt sheriff who remains in power, suffocating the population with a group of violent gunmen.

Seeing the four horsemen risking their lives to rescue freedom and justice for people they’ve never seen and in a city they had no relationship with is very close to the western honor code and its heroes. Too exciting and too human.

Scott Glenn, Kevin Costner, Kevin Kline and Danny Glover are excellent as the heroes. Brian Dennehy makes a villain in the best tradition of the classics of the genre: he is corrupt, strong, violent, merciless and disguises himself under a mantle of respectability as Sheriff. The excellent cast still has Linda Hunt, John Cleese, Jeff Goldblum, Rosanna Arquette and Richard Jenkins.

The film has a great soundtrack by Bruce Broughton and a wonderful photograph by John Bailey. But Kasdan’s direction is extremely inspired, opting for visually stunning shots. Just to mention one of them, in the opening scene, when the character Emmet leaves the small hut where he participates in a shooting, the camera opens the image to show a wide landscape of the West, in the best style created by John Ford, where the monumental scene was a western character.

The script written by Kasdan himself (a specialty of him who was a screenwriter for RAIDERS OF THE LOST ARK and several films in the STAR WARS franchise) and his brother Mark Kasdan creates memorable characters, scenes and dialogues.

Just an example. Kevin Costner‘s character is under arrest and will be hanged. His brother arrives and asks why he was arrested: “Jake: All I did was kiss a girl.; Emmett: They got you in jail for that?; Jake: Yeah, I kissed a girl, and this other fella didn’t like it, so we had some words, and so I decide to get out of there. So I did, I got out of there. You know me Emmett, I don’t want no trouble. So, I go outside, and this fellow tries to shoot me in the back.; Emmett: You had to kill him?; Jake: No, no, I winged him. And he dropped the gun.; Emmett: They got you in jail for winging a guy? Jake: Well…no, not exactly. Because, see, then his friend opened up on me.; Emmett: What friend is that?; Jake: The one with the shotgun.; Sheriff Langston: The DEAD one.”

SILVERADO is not only a wonderful western. It is one of the best films of the 1980s and has signed up as one of Lawrence Kasdan’s three unforgettable films.

Anúncios

One Reply to “SILVERADO: Lawrence Kasdan Fez uma Excelente Releitura do Western Clássico”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.