RÁPIDA E MORTAL : Sharon Stone Não Está de Brincadeira em Filmaço Subestimado

Dia destes me deparei com um filme do qual gosto muito. O subestimado RÁPIDA E MORTAL, western que na minha opinião é o melhor trabalho do diretor americano Sam Raimi (da segunda série do Homem-Aranha).

Como aficcionado do gênero, cada vez que revejo a história de vingança de Raimi, vibro muito. Há muita coisa ótima no filme. A começar pelo elenco excepcional. Sharon Stone faz para mim seu segundo melhor trabalho como a pistoleira de passado nebuloso, Ellen. acho que na carreira da loira, somente a Catherine Trammel de INSTINTO SELVAGEM foi mais sensual, misteriosa e fascinante. Gene Hackman praticamente repete seu maravilhoso trabalho de OS IMPERDOÁVEIS, feito três anos antes. Novamente ele é um vilão perverso e sádico sob a carapuça de home da lei. Hackman é aqule tipo de ator versátil de quem pode se dizer que quando faz um personagem bom é ótimo, mas quando faz um personagem mau, sai da frente.

Russel Crowe e Leonardo di Caprio, à época ainda atores pré-Oscar são dois fantásticos personagens como o Pregador e o Kid, pistoleiros dispostos a tudo. E ainda tinha Lance Eriksen, Gary Sinise, Pat Hingle, Keith David e Woody Strode (que trabalhou em OS DEZ MANDAMENTOS, SPARTACUS, OS PROFISSIONAIS e O HOMEM QUE MATOU O FACÍNORA).

Em uma cidade da fronteira, duelos entre pistoleiros competindo por sua vida são testemunhados por uma população subjugada pelo cruel xerife e sua gang de assassinos profissionais. Em meio aos pistoleiros, aparece uma mulher que parece ter mais em sua agenda que ganhar a competição.

Magnificamente filmado por Raimi (os ângulos dos duelos são originais, criativos e quase acrobáticos), com uma montagem dinâmica e uma fotografia belíssimas, RÁPIDA E MORTAL é um baita western.

Para quem curte o gênero, um título moderno obrigatório.

The other day I came across a film that I really like. The underrated THE QUICK AND THE DEAD, western which in my opinion is the best work of American director Sam Raimi (from the second series of SpiderMan).

As a genre aficionado, every time I review Raimi’s revenge story, I vibrate. There is a lot of great stuff in the movie. Starting with the exceptional cast. Sharon Stone does for me her second best job as the gunslinger of a hazy past, Ellen. I think that in the blonde’s career, only Catherine Trammel from BASIC INSTINCT was more sensual, mysterious and fascinating. Gene Hackman practically repeats his wonderful work THE UNFORGIVEN, done three years before. Again he is a wicked and sadistic villain under the hood of the law’s home. Hackman is that kind of versatile actor who can be said that when he plays a good character he is great, but when he plays a bad character, get out of the way.

Russel Crowe and Leonardo di Caprio, at the time still pre-Oscar actors are two fantastic characters like Preacher and Kid, gunmen willing to do anything. And then there was Lance Ericksen, Gary Sinise, Pat Hingle, Keith David and Woody Strode (who worked in THE TEN COMMANDMENTS, SPARTACUS, THE PROFESSIONALS and THE MAN WHO SHOT LIBERTY VALANCE).

In a border town, duels between gunmen competing for their lives are witnessed by a population subdued by the cruel sheriff and his gang of professional assassins. Among the gunmen, a woman appears who seems to have more on her agenda than winning the competition.

Magnificently filmed by Raimi (the angles of the duels are original, creative and almost acrobatic), with a dynamic montage and a beautiful photograph, THE QUICK AND THE DEAD is a great western.

For those who enjoy the genre, a modern mandatory title.

4 Replies to “RÁPIDA E MORTAL : Sharon Stone Não Está de Brincadeira em Filmaço Subestimado”

      1. Puxa, Marco, obrigado! Vou providenciar outro e tentar manter a mesma qualidade. Abraços.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.