O PAI DA NOIVA: Uma Ótima Refilmagem que Moderniza e Amplia o Original

A HBO MAX colocou em streaming neste final de semana a nova versão de O PAI DA NOIVA, dirigido pelo cineasta mexicano Gary Alazraki. O original, estrelado por Steve Martin e Diane Keaton é de 1991.

A refilmagem ganhou sentido pela modernização da história e pela ampliação de seu espectro, introduzindo temas como a diversidade racial e sexual e os problemas migratórios entre México e Estados Unidos.

A narrativa desta vez é centrada na Família Herrera, vinda de Cuba e formada pelo arquiteto Billy (Andy Garcia), sua esposa Ingrid (Gloria Estefan) e as duas filhas, Sofia (Adria Arjona) e Cora (isabela Merced). O noivo em questão, Adan (Diego Boneta) é da Família Castillo, dona de cervejarias e um clube de futebol no México. Eles são o pai Hernan (Pedro Damián), sua ex-esposa Marcela (Laura Harring) e a atual esposa Julieta (Macarena Achaga).

Para complicar as coisas, depois de um ano de terapia de casal, Ingrid pediu o divórcio para Billy e eles estão em dificuldade para comunicar às filhas quando Sofia chega com a notícia do noivado e do casamento próximo.

No melhor estilo de comédia romântica esta versão de FATHER OF THE BRIDE sabe construir sua história alternando momentos cômicos ótimos com cenas emotivas e dramáticas.

O charme dos atores e atrizes (todos muito bem em seus papéis) segura o ritmo do filme proporcionando diversão e entretenimento ao espectador.

Miami, linda como sempre, com sua explosão de cores e de etnias serve como um pano de fundo belíssimo para o filme. Há cenas de tirar o fôlego.

Acho que esta refilmagem se justificou perfeitamente. É inteligente, bem feita, divertida e sensível.

HBO MAX has streamed this weekend the new version of FATHER OF THE BRIDE, directed by Mexican filmmaker Gary Alazraki. The original, starring Steve Martin and Diane Keaton is from 1991.

The remake gained meaning due to the modernization of the story and the expansion of its spectrum, introducing themes such as racial and sexual diversity and the migratory problems between Mexico and the United States.

This time the narrative is centered on the Herrera Family, coming from Cuba and formed by the architect Billy (Andy Garcia), his wife Ingrid (Gloria Estefan) and their two daughters, Sofia (Adria Arjona) and Cora (Isabela Merced). The fiancé in question, Adan (Diego Boneta) is from the Castillo Family, owner of breweries and a football club in Mexico. They are the father Hernan (Pedro Damián), his ex-wife Marcela (Laura Harring) and the current wife Julieta (Macarena Achaga).

To complicate matters, after a year of couples therapy, Ingrid has filed for divorce from Billy and they are having trouble communicating for their daughters when Sofia arrives with the news of her engagement and upcoming wedding.

In the best romantic comedy style, this version of FATHER OF THE BRIDE knows how to build its story by alternating great comic moments with emotional and dramatic scenes.

The charm of the actors and actresses (all very well in their roles) holds the film’s pace providing fun and entertainment to the viewer.

Miami, beautiful as ever, with its explosion of color and ethnicity serves as a beautiful backdrop for the film. There are several breathtaking scenes.

I think this remake was perfectly justified. It’s smart, well-made, fun and sensitive.

One Reply to “O PAI DA NOIVA: Uma Ótima Refilmagem que Moderniza e Amplia o Original”

  1. O original não é de 1991, e sim de 1950, dirigido por Vincente Minnelli, com Spencer Tracy, Joan Bennett e Elizabeth Taylor. Minnelli à época era casado com Judy Garland e já pai de Liza Minnelli.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.