Para quem foi ou quem não foi ao show histórico dos Rolling Stones ontem no Beira-Rio, vale a pena dar uma olhada na história dos dinossauros pedras rolantes no cinema.

Inicie por SHINE A LIGHT (2008), de Martin Scorsese um primoroso documentário sobre o grupo feito por um gênio do cinema.

Mick Jagger esteve presente, além de centenas de trilhas sonoras (óbvio), em alguns filmes que viraram cult.

NED KELLY (A FORÇA SERÁ TUA RECOMPENSA) 1970, de Tony Richardson, um filme baseado na vida do fora-da-lei australiano Ned Kelly que roubava cavalos para sustentar sua família. Cult movie total.

PERFORMANCE, 1970, de Nicholas Roeg e Donald Camell, onde um gangster londrino precisa de abrigo e vai parar na casa de um astro do rock. Considerado o filme psicodélico por excelência foi proibido em muitos países, inclusive …o Brasil.

FREEJACK, OS IMORTAIS, 1992, de Geoff Murphy, filme de ficção cientifica sobre um corredor de carros que é transportado para o futuro para ter seu cérebro transferido para o corpo de um bilionário morto.

Já o imortal Keith Richards deu o ar da graça como o pai do Capitão Jack Sparrow, o Captain Teague em dois filmes da série PIRATAS DO CARIBE, NO FIM DO MUNDO e NAVEGANDO EM AGUAS MISTERIOSAS. Um show de bom humor e categoria.

Sem duvida, o cinema deve muito aos Rolling Stones.