A segunda temporada de DAREDEVIL da NETFLIX mudou alguns aspectos importantes com relação a primeira.

Na minha opinião, uma coisa piorou muito. Acho que a violência explicita aumentou muito. As chamadas cenas “gore” se multiplicaram. Não vejo necessidade disto. Acho que a primeira temporada tinha sido brilhante em demonstrar a violência de Hell’s Kitchen sem ter que mostrar tão explicitamente este tipo de cena.

Também acho que há cenas de luta em excesso. Quando o Demolidor e Elektra vão lutar com os Ninjas, são dezenas de cenas praticamente iguais, que pouco acrescentam ao desenvolvimento dramático da historia.

Posto isto, vamos ao que melhorou.

A produção, que era magnifica na primeira, parece ainda melhor. A Marvel caprichou mesmo e não poupou recursos. Há uma serie de imagens simplesmente deslumbrantes.

Também entendo que os roteiristas foram muito inteligentes de misturar as histórias em cada episodio. O episódio ficava perfeitamente “picado” entre as histórias paralelas, editadas com maestria, deixando o espectador verdadeiramente hipnotizado.

Magnifica ainda foi a mistura de gêneros mais perfeita que antes, trazendo aventura, drama, policial, thriller judicial e romance, tudo ao mesmo tempo.

Outro ponto a ser destacado foi o crescimento dos papeis femininos, com o destaque da atriz Deborah Ann Woll (Karen Page), quase uma protagonista, a francesa Elodie Yung, como uma misteriosa, enigmática e contraditória Elektra e a sempre atraente enfermeira Claire, de Rosario Dawson, todas interesses afetivos de Matt Murdock. Muito bom ver mulheres em papeis destacados.

Que o Demolidor da Marvel/Netflix passa por cima do feito para o cinema, não resta qualquer dúvida.

Comparando uma temporada com a outra, achei a primeira melhor. Mas esta segunda também tem ótimo nível e deixa a gente na grande expectativa pela próxima.

 

The second season of NETFLIX DAREDEVIL changed some important aspects regarding the first.

In my opinion, something is much worse. I think the explicit violence scenes increased a lot. The so-called “gore” scenes multiplied. I see no need for it. I think the first season was brilliant in showing the violence of Hell’s Kitchen without having to show so explicitly this kind of scene.

I also think there are too many fighting scenes. When Daredevil and Elektra will fight with the Ninjas, there are dozens of nearly identical scenes that add little to the dramatic development of the story.

That said, let’s get to the things that improved.

The production, which was magnificent in the first season, looks even better. Marvel does not avoid expenses. There are a number of simply astonishing images.

I also understand that the writers were very smart to mix the stories in each episode. The episode was perfectly “chopped” between the parallel stories, masterfully edited, leaving the viewer truly mesmerized.

Also magnificent was the mixture of genres, even more perfect than before, bringing adventure, drama, police, legal thriller and romance, all at the same time.

Another point to note was the growth of female roles, with the highlight of the actress Deborah Ann Woll (Karen Page), nearly a protagonist, the French Elodie Yung as a mysterious, enigmatic and contradictory Elektra and the always-attractive nurse Claire, of Rosario Dawson, all affective interests of Matt Murdock. Very nice to see women in prominent roles.

The Daredevil Marvel / Netflix is much better than the one made for the cinema, no doubt about.

Comparing one season to another, I found the first better. But this second season also done great and leaves us in great anticipation for the next one.