JOGO DO DINHEIRO (2016), de Jodie Foster é mais um daqueles tantos filmes em que faltou roteiro. A gente sai do cinema sem saber sobre o que era o filme. Pode ser sobre a superficialidade com que a mídia trata os assuntos econômicos, financeiros e de bolsas de valores. Pode ser sobre a forma de manipulação do publico investidor pelas grande corporações de Wall Street. Também pode ser sobre a falta de controle da SEC americana sobre as transações multimilionárias destas grandes corporações e as graves consequências disto que se vê de tempos em tempos. Ou pode ser sobre nada disto, porque não fica mesmo claro, em nenhum momento sobre o que é o filme.

De certo mesmo, foi o colossal desperdício de vários atores de grande talento, a iniciar pelo duo central, George Clooney e Julia Roberts, se esforçando para levar adiante os papeis do apresentador do programa e a Diretora, pegos de surpresa pelo maluco solitário armado que invade o programa.

Mas o elenco também traz a ótima Caitriona Balfe, da serie de televisão OUTLANDER, igualmente desperdiçada em um papel meio sem nexo.

Jodie Foster, sem duvida, é melhor atriz do que diretora, mas este JOGO DO DINHEIRO se inscreve naquela serie de filmes em que eles (o pessoal que fez o filme) se divertiu bem mais do que nós (os que pagaram para ver o filme).

 

MONEY MONSTER (2016), by Jodie Foster is one of those many films that I think missed a good script. We leave the theater without knowing what the film it was about. It can be about the superficiality with which the media treats economic issues, financial and stock markets. It can be also about the form of public handling investor by major Wall Street corporations. It can also be about the lack of American SEC’s control over the multi-million dollar transactions of these large corporations and the serious consequences of this, generating those scandals that we see from time to time. Or it could be about any of this, because it is even clear in no time about what is the movie.

What we really know, it was the colossal waste of various actors of great talent, starting by the central duo, George Clooney and Julia Roberts, struggling to carry the roles of the host and the Director of the TV show, both caught off guard by an armed lone nut who invades the program.

But the cast also brings the great Caitriona Balfe, from the Outlander television series, also wasted in a role without any sense.

Jodie Foster, no doubt, is better actress than director, but this MONEY MONSTER fits in that series of films in which they (the people who made the film) enjoyed much more than we (those who paid to see the movie ).