A CRUZ DE SANGUE: Charlton Heston Fez um dos Piores Sherlock Holmes da História

Eu nunca tinha ouvido falar que Charlton Heston, o mítico Ben Hur e Moisés tinha vivido o papel de Sherlock Holmes. Fazendo uma pesquisa sobre todos os filmes com o personagem, me deparei com o telefilme A CRUZ DE SANGUE (THE CRUCIFER OF BLOOD – 1991), de Fraser C. Heston, filho do ator.

Melhor que não tivesse achado.

Fui ver o filme que conta uma história de uma linda mulher que procura o detetive para resolver o mistério de um mapa antigo entregue a seu pai marcado com uma cruz feita de sangue. Os acontecimentos a partir daí oscilam entre o mistério comunas histórias de Conan Doyle (embora ele jamais tenha escrito esta) e alguns toques de misticismo.

Heston faz um Holmes duro e caricato. Richard Jonhson, que vive o Dr. Watson está bem ruim. Mas o pior mesmo são as cenas de estúdio a (mal) disfarçar uma Índia colonial. Coisa de telefilme de segunda categoria.

O roteiro vai piorando cena a cena, até chegar a um desfecho surpreendente que não tem nada de surpresa para quem já viu qualquer filme policial e sabia quem era o vilão desde a primeira cena do filme.

Coitado de Sherlock Holmes ter que passar por tamanha desinteligência quanto este filme.

 

I had never heard that Charlton Heston, the mythical Ben Hur, and Moses had played the role of Sherlock Holmes. Researching all the films with the character, I came across the TV movie  THE CRUCIFER OF BLOOD (1991), by Fraser C. Heston, the actor’s son.

Better if I not have found it.

I went to see the film that tells a story of a beautiful woman who looks for the detective to solve the mystery of an old map delivered to his father marked with a cross made of blood. The events from there oscillate between the usual mystery of the stories of Conan Doyle (though he has never written this) and a few touches of mysticism.

Heston makes a hard and caricate Holmes. Richard Johnson, who lives Dr. Watson is pretty bad. But even worse are the studio scenes to disguise a colonial India. Second-class telefilm thing.

The script is getting worse from scene to scene until it comes to an astonishing ending that is not surprising to anyone who has ever seen a crime thriller and knew who the villain was since the first scene of the movie.

Poor Sherlock Holmes, that have to go through such bad thing like this movie.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s