Em 1981, o filme de estreia de Lawrence Kasdan foi um policial noir espetacular, CORPOS ARDENTES, com Wlliam Hurt e Kathlen Turner. No roteiro (escrito pelo proprio Kasdan) ha  uma cena inesquecível. O dialogo entre o advogado Ned e Matty quando se conhecem, na beira da praia.

Ned: Você pode ficar aqui comigo se você quiser, mas você vai ter que concordar em não falar sobre o calor.
Matty: Eu sou uma mulher casada.
Ned: Significando o quê?
Matty: Significando que eu não estou procurando companhia.
Ned: Então você deveria ter dito que eu sou uma mulher casada e feliz.

Ned: Posso te oferecer uma bebida?
Matty: Eu disse a você. Eu tenho um marido.
Ned: Eu vou comprar uma para ele também.
Matty: Ele está fora da cidade.
Ned: Meu tipo favorito. Vamos beber a ele.
Matty: Só vem nos fins de semana.
Ned: Eu estou gostando mais dele com o passar do tempo.

 

In 1981, the first feature film of Lawrence Kasdan as director was a noir thriller called BODY HEAT, with William Hurt and Kathlen Turner. In the screenplay, there is a scene unforgettable: the dialogue between the lawyer Ned and Matty, at the beach, when they meet each other.

Ned: You can stand here with me if you want but you’ll have to agree not to talk about the heat.
Matty: I’m a married woman.
Ned: Meaning what?
Matty: Meaning I’m not looking for company.
Ned: Then you should have said I’m a happily married woman.

Ned: Can I buy you a drink?
Matty: I told you. I’ve got a husband.
Ned: I’ll buy him one too.
Matty: He’s out of town.
Ned: My favorite kind. We’ll drink to him.
Matty: Only comes up on weekends.
Ned: I’m liking him better all the time.