Que os filmes produzidos pela HBO normalmente acertam o alvo, já era sabido. Mas este O MAGO DAS MENTIRAS, dirigido por Barry Levinson e encomendado pelo Tribeca narrando o escândalo financeiro de 15 bilhões de dólares de Bernard Madoff me impressionou muito.

Primeiro, pelo elenco absolutamente fora de série. Ver Robert de Niro como protagonista e no auge de sua forma é sempre um prazer para qualquer cinéfilo. Voltar a ver Michelle Pfeiffer também como figura central, em uma interpretação cheia de nuances, é, por igual, uma delícia.

O elenco de apoio, liderado por Hank Azaria, sempre ótimo, traz novos atores e novas atrizes perfeitos em seus papéis.

Mas nada tira o foco da incrível pirâmide montada por Madoff, no coração de Wall Street, nas barbas do FBI, com os maiores e mais famosos bancos e milionários americanos negocinado com findos e ações que não existiam.

A história que abalou o mundo financeiro é contada em detalhes e de forma soberba.

A gente vai ficar refletindo sobre ela por longo tempo…

 

We already know that the films produced by HBO usually hit the target. But THE WIZARD OF LIES, directed by Barry Levinson and produced also by Tribeca narrating the $ 15 billion financial scandal by Bernard Madoff impressed me a lot. First, by the absolutely outstanding cast. Seeing Robert de Niro as the protagonist and at the height of his form is always a pleasure for any movie fan. Seeing Michelle Pfeiffer also as the central figure in an interpretation full of nuances is equally delightful. The supporting cast, led by Hank Azaria, always great, brings new actors and perfect new actresses in their roles. But nothing gets the focus of the incredible pyramid mounted by Madoff in the heart of Wall Street, in the eye of the FBI, with the largest and most famous banks and American millionaires dealt with funds and trades that did not exist. The story that shook the financial world is told in detail and superbly. We’ll be thinking about it for a long time …