HOSTILES, de Scott Cooper é um excelente western, honrando a tradição dos clássicos do gênero, como OS BRUTOS TAMBÉM AMAM, NO TEMPO DAS DILIGÊNCIAS, MATAR OU MORRER e RASTROS DE ÓDIO.

A crítica afirmou que desde OS IMPERDOÁVEIS, maravilhoso filme de Clint Eastwood não se via um western assim. O tempo dirá, mas que o filme se candidata a tanto, isto não há dúvida.

Inicia pela história, espetacularmente bem pensada e narrada, na qual um Capitão do Exército Americano, responsável por várias chacinas de índios é encarregado de levar um velho chefe indígena em estado de saúde terminal para a reserva onde estão seus pares.

Paralelamente, está a trama da jovem viúva que viu sua família massacrada por rebeldes comanches, em uma das cenas mais violentas e impressionantes dos últimos anos.

Estes personagens marcantes são interpretados por atores no melhor de seu trabalho. Cristian Bale, o ator galês vencedor do Oscar de Melhor Coadjuvante em O Vencedor e que ressuscitou Batman na trilogia de Christopher Nolan dá mais um show de expressões, mutismo e gestos corporais extraordinários para compor com a profundidade e a ambiguidade necessárias o Capitão Joseph J. Blocker, desde já um personagem de antologia.

Rosamund Pike, atriz inglesa que até Bond Girl já foi, faz disparado o seu melhor trabalho, incrível na interpretação de uma mulher destruída emocionalmente, mas capaz de gestos de um significado grandioso, para a vingança ou para seguir em frente na vida.

Ao lado deles, também ótimos trabalhos de Scott Shepherd(PONTE DOS ESPIÕES e TERAPIA DE RISCO), Stephen Lang(AVATAR), Wes Studi (O ÚLTIMO DOS MOICANOS e FOGO CONTRA FOGO), um elenco realmente espetacular.

E, um contumaz protagonistas dos westerns clássicos, a paisagem monumental dos vales e desfiladeiros do oeste americano volta ao melhor estilo John Ford, mostrando a insignificância dos homens e, ao mesmo tempo, lhes proporcionado grandes gestos redentores.

Magnificamente bem filmado e desenvolvido, HOSTILES escapa das armadilhas do maniqueísmo e traz uma história envolvente, emocionante e que promete entrar para a antologia deste gênero fascinante que é o western.

 

HOSTILES, by Scott Cooper is an excellent western, honoring the tradition of classics of the genre, as SHANE, STAGECOACH, HIGH NOON and THE SEARCHERS.

Critics said that since THE UNFORGIVEN, Clint Eastwood’s wonderful film, we did not see such a western. Time will tell, but that the film applies to so much, there is no doubt.

It begins with a spectacularly well thought-out and narrated story in which a Captain of the American Army, responsible for several Indian slaughters, is charged with taking an old Indian chief in terminal health to the reserve where his peers are.

At the same time, there is the plot of the young widow who saw her family massacred by Comanche rebels in one of the most violent and impressive scenes of recent years.

These striking characters are played by actors in the best of their work. Cristian Bale, the Welsh actor who won the Oscar for Best Supporting Actor in THE FIGHTER and who revived Batman in Christopher Nolan’s trilogy, gives another show of expression, mutism and extraordinary body gestures to compose with the necessary depth and ambiguity  Captain Joseph J. Blocker, already an anthology character.

Rosamund Pike, an English actress who even was a Bond Girl, does her best work, incredible in the interpretation of a woman emotionally destroyed , but capable of gestures of great significance, for revenge or to move on in life.

Alongside them are also great works by Scott Shepherd, Stephen Lang (AVATAR), Wes Studi (THE LAST OF THE MOHICANS and HEAT), a truly spectacular cast.

And, a contumacious protagonist of classic westerns, the monumental landscape of the valleys and canyons of the American West returns in the best John Ford style, showing the insignificance of men and at the same time provided them with great redemptive gestures.

Magnificently well filmed and developed, HOSTILES escapes the trappings of manichaeism and brings an engaging, thrilling story that promises to enter the anthology of this fascinating genre that is the western.