ANATOMIA DE UM CRIME: Drama de Tribunal Clássico Sempre Merece uma Revisão

ANATOMIA DE UM CRIME (ANATOMY OF A MURDER), de Otto Preminger aparece em todas as listas de dramas de tribunal, sendo um dos maiores clássicos do gênero.

Conta a história de um advogado do interior que se depara com um caso de assassinato. Um militar matou com cinco tiros o dono de um bar da cidade que havia estuprado sua esposa. Recém saído da Promotoria Criminal, o advogado Paul Biegler (James Stewart, como sempre impecável) tem que enfrentar as mentiras de seu cliente e da esposa dele, seus fantasmas e um time da prmotoria reforçado por uma estrela nacional (George C. Scott, excelente).

O casal de clientes é vivido por um jovem Ben Gazzara (Tenente Frederick Manion) e a desconcertante e sensual Lee Remick, sedutora ao extremo como Laura Manion, a pivô do crime em questão. Os coadjuvantes da equipe de defesa, a assistente Eve Arden (Maira Rutledge) e Arthur O’Connell (Parnell Emmir McCarthy, o alcoólatra recuperado da vez) também preenchem com maestria seus papeis.

Baseado na novela de John D. Voelker (também roteirista do filme), ANATOMIA DE UM CRIME foi indicado para sete Oscars, não tendo ganho nenhum. Podia levar vários, que seriam muito merecidos.

Otto Preminger, diretor austro-húngaro foi indicado três vezes ao Oscar, além de ter participado da obra prima INFERNO 17, de Billy Wilder como ator.

ANATOMIA DE UM CRIME é um exemplar perfeito do drama de tribunal. Tem uma ótima história (cujos detalhes e surpresas vão aparecendo no decorrer do filme), personagens carismáticos tanto na defesa quanto na acusação e um grande suspense sobre o final do julgamento.

Um filme não ganha seu status de clássico se não tiver todos estes ativos. ANATOMIA DE UM CRIME, por tudas estas qualidades, sempre merece ser revisto.

ANATOMY OF A MURDER, by Otto Preminger appears in all courtroom drmas list, as one of the greatest classics of the genre.

It tells the story of a lawyer from the countryside who is faced with a murder case. A military man killed with five shots the owner of a bar of the city that had raped his wife. Newly released from the Prosecutor’s Office, lawyer Paul Biegler (James Stewart, as always impeccable), has to face the lies of his client and his wife, his ghosts and a team of the reinforced District Attorney by a national star (George C. Scott, excellent).

The couple of clients are lived by a young Ben Gazzara as Lieutenant Frederick Manion and the bewildering and sensual Lee Remick, very seductive as Laura Manion, the pivot of the crime in question. Defense co-stars, assistant Eve Arden and Arthur O’Connell (Parnell Emmir McCarthy, the alcoholic recovered from the time) also masterfully fill their roles.

Based on John D. Voelker’s novel (also a screenwriter), ANATOMY OF A CRIME has been nominated for seven Oscars, having won none. It could take several, which would be very well deserved.

Austriac-Hungarian director Otto Preminger has been nominated three times for the Oscars, as well as being featured in Billy Wilder ‘s masterpiece STALAG 17.

ANATOMY OF A MURDER is a perfect example of court drama. There is a great story (whose details and surprises are appearing throughout the film), charismatic characters in both defense and accusation, and a great suspense about the end of the trial.

A movie does not gain its classic status if it do not have all of these assets. ANATOMY OF A MURDER, for all these qualities, always deserves to be reviewed.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s