10:44 – HORA DA MORTE -Telefilme Policial Canadense Tem História que Coleciona os Clichês do Gênero

10:44 – HORA DA MORTE, do cineasta canadense Fréderic D’Amours é um telefilme policial de 2013 que apareceu na lista do app da AMAZON PRIME VIDEO. Conta a história de uma série de assassnatos cometidos sempre no mesmo horário, 10h44min da noite.

A dupla policial (primeiro clichê) escolhidas para resolver o caso tem um detetive rookie local, investigando seu primeiro homicídio (segundo clichê) e uma linda policial loira do FBI (vou para de contar no terceiro clichê dos filmes policiais) que era “profiler” e foi transferida para a ação de campo.

Os dois – que inicialmente vivem às turras com ironias e agressões verbais mútuas – evidentemente vão se envolver amorosamente no decorrer do caso. A dupla é suficientemente charmosa para segurar a barra do filme. A canadense Kathleen Robertson (carinha de Miss USA e protagonista do seriado MURDER IN THE FIST que chegou a segunda temporada) se sai muito bem como a arrogante agente do FBI que vai se humanizando no decorrer do filme, muito graças à simplicidade de seu parceiro jovem e dedicado, interpretado pelo também canadense Gianpaolo Venuta (AS PALAVRAS e o seriado A FIRMA precocemente encerrado).

O terceiro nome do elenco é o Chefe de Polícia local, o bom ator inglês Daniel Fathers, que tem uma das melhores cenas do filme, quando se descobre quem ele realmente é.

10:44 – HORA DA MORTE é um competente thriller para a TV que não esconde sua origem nem seu propósito. Proporcionar duas horas de puro entretenimento com uma história polical meio batida, mas competentemente encenada. Bom e rápido de se ver.

TIME OF DEATH, by Canadian filmmaker Fréderic D’Amours is a 2013 police telefilm that appeared on the AMAZON PRIME VIDEO app list. It tells the story of a series of murders always committed at the same time, 10:44 pm.

The first cliché chosen to settle the case has a local rookie detective investigating his first homicide (second cliché) and a beautiful blonde FBI agent (I’ll stop to count in the the third cliché) that was “profiler” and was moved to field action.

The two – who initially live in turmoil with ironies and mutual verbal aggression – will evidently be lovingly involved in the course of the case. The duo is charming enough to hold the movie bar. Canadian Kathleen Robertson (face of Miss USA and the star of MURDER IN THE FIST) does very well as the arrogant FBI agent humanizing throughout the film, thanks to the simplicity of her young and dedicated partner, played by the also Canadian Gianpaolo Venuta (THE WORDS and the early closed series THE FIRM).

The cast’s third name is local Police Chief, the good English actor Daniel Fathers, who has one of the best scenes in the movie when we finds out who he really is.

TIME OF DEATH is a competent TV thriller that does not hide its origin or purpose. Providing two hours of pure entertainment with a half-beaten but competently staged political story. Good and quick to see.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s