A CAPTURA: Série Política da Era Pós-Verdade é Assustadoramente Real

Algumas semanas atrás, falei aqui de uma nova série da BBC inglesa chamada A CAPTURA. A série narra a história de um soldado vindo da Guerra do Iraque com PTSD, que é acusado pelo desaparecimento de sua jovem advogada, uma ativista dos direitos humanos. A principal prova de acusação é um vídeo das câmeras de CCTV londrinas que mostra ele agredindo a moça.

Uma policial da unidade anti-terrorismo desconfia que aquelas imagens foram eletronicamente adulteradas e, apesar de autoridades e mídia estarem crucificando o suspeito, faz uma investigação própria.

A situação se complica quando entram em cena dois grupos de inteligência opostos mas igualmente poderosos: uma agência internacional de espionagem que pode ter adulterado as imagens como parte de um programa chamado CORRECTION (alteração de vídeos para comprovar a culpa de suspeitos de terrorismo) e o grupo de ativistas que teria planejado tudo para comprovar as fraudes e soltar outro preso acusado de terrorismo pelas autoridades. Vivemos a Era da Pós-Verdade.

A CAPTURA é brilhante em mostrar – sem disfarces – que os dois lados não hesitam em alterar a verdade a favor de sua causa, atropelando as regras, o Direito e os direitos individuais dos cidadãos. A série se torna assustadoramente real.

Outro mérito gigante de A CAPTURA é focar nas personagens femininas. A protagonista é a jovem e linda atriz inglesa Holliday Grainger, vista em CINDERELLA e na ótima série C.B.STRIKE. O segundo papel de destaque é da também jovem e também inglesa Laura Haddock (GUARDIÕES DA GALÁXIA), como a advogada Hannah Roberts. Mais além, a sempre ótima Famke Janssen (X-MEN) e Lia Williams aparecem como agentes internacionais com agendas secretas.

A CAPTURA deve seguir o sucesso de outra produção recente da BBC, o megahit THE BODYGUARD, vendido à NETFLIX que bateu recordes de views pelo mundo todo.

Por enquanto, A CAPTURA está somente disponível no IPLAYER da BBC. Deve ganhar o mundo nas próximas semanas. A BBC se firma ainda mais como uma das produtoras de excelência das modernas séries político-policiais. É um produto de entretenimento top de linha.

A few weeks ago, I spoke here of a new British BBC series called THE CAPTURE. The series tells the story of a soldier coming from the Iraq War with PTSD, who is accused of the disappearance of his young lawyer, a human rights activist. The main evidence of the charge is a video of London CCTV cameras showing him assaulting the girl.

An anti-terrorism unit police officer suspects that those images were electronically tampered with, and although authorities and media are crucifying the suspect, she decides to go on with investigating by herself.

The situation complicates even more when two opposing but equally powerful intelligence groups come into play: an international intelligence agency that may have tampered with the images as part of a program called CORRECTION (altering videos to prove the guilt of terrorism suspects) and the group of activists who would have planned everything to prove the fraud and release another prisoner accused of terrorism by the authorities. We live in the Post Truth Age.

THE CAPTURE is brilliant in showing – without disguise – that the two sides do not hesitate to alter the truth for their cause, running over the rules, the law and the individual rights of citizens. The series becomes frighteningly real.

Another giant merit of THE CAPTURE is to focus on female characters. The protagonist is the beautiful young English actress Holliday Grainger, seen in CINDERELLA and the great series C.B.STRIKE, as DI Rachel Carey. The second prominent role is also by young and English Laura Haddock (GUARDIANS OF THE GALAXY), as lawyer Hannah Roberts. Beyond that, the always great Famke Janssen (X-MEN) and Lia Williams as international agents with secret agendas.

THE CAPTURE should follow the success of another recent BBC production, megahit THE BODYGUARD, sold to NETFLIX that has set world record views.

For now, THE CAPTURE is only available on the BBC’s IPLAYER. Must win the world in the coming weeks. The BBC is even more established as one of the leading producers of the modern political series. It is a top of the line entertainment product.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.