O VENCEDOR: Peter Yates Fez uma Fábula Sobre o Esporte e a Vida

Na final da década de 70, o veterano cineasta Peter Yates fez um filme delicioso chamado O VENCEDOR (BREAKING AWAY), que foi indicado a 5 Oscars tendo merecidamente ganho o de melhor roteiro. É daqueles filmes que deixa uma memória afetiva na gente para sempre, mesmo não pretendendo ser um grande filme.

O VENCEDOR conta a história de um jovem americano do interior, filho de pais de classe média baixa (o pai é vendedor de carros usados) que frequenta uma high school na qual tem seus amigos da mesma classe social e disputa espaço (e as meninas) com os filhos universitários de famílias ricas do local.

História bem humorada, o filme cresce porque o protagonista Dave ( excelente trabalho do ator Dennis Christopher que apareceu em DJANGO LIVRE, de Quentin Tarantino) se acha descendente de italianos e cria uma equipe de ciclismo para participar de uma corrida famosa na cidade.

A equipe dele são os “Cutters” algo como os cortadores de pedras ou os desvalidos. Eles são Dennis Quaid (jovem e iniciante como Mike), Daniel Stern (um dos assaltantes de ESQUECERAM DE MIM) e Jackie Earle Haley (Indicado ao Oscar por seu magnífico trabalho como pedófilo em PECADOS ÍNTIMOS). Os pais de Dave são o ótimo Paul Dooley (um dos atores favoritos de Robert Altman) e Barbara Berrie. A namoradinha rica de Dave é a linda Robyn Douglass, que vive uma Katherine apaixonante.

O VENCEDOR é uma fábula sobre o crescimento, a maturidade, os sofrimentos das primeiras paixões e sobre a luta para crescer na vida. Também traz, de modo magnífico, a beleza do esporte enquanto oportunidade de ascensão pessoal (pela assimilação do espírito competitivo) e moral.

Lembro perfeitamente da primeira vez que vi O VENCEDOR e do sentimento de encantamento que saí do cinema. Peter Yates (que tem em seu currículo o maravilhoso filme policial BULLIT, com Steve McQueen e Jacqueline Bisset) fez um trabalho maravilhoso de contar uma história pequena, sensível e edificante.

O VENCEDOR é um filme exemplar como uma pequena jóia rara.

In the late 1970s, veteran filmmaker Peter Yates made a delightful film called BREAKING AWAY, which was nominated for 5 Oscars and deservedly won the best screenplay. It is one of those films that leaves an affective memory in people forever, even though it does not pretend to be a great film.

BREAKING AWAY tells the story of a young American country man, son of lower middle class parents (his father is a used car salesman) who attends a high school where he has his friends from the same social class and fights for space (and the girls) with university children from wealthy families there.

Humorous story, the film grows because the protagonist Dave (excellent work of the actor Dennis Christopher who appeared in DJANGO UNCHAINED, by Quentin Tarantino) who idealizes that he is an Italian descendent and creates a cycling team to participate in a famous race in the city.

His team is the “Cutters” something like stone cutters or the underprivileged. They are Dennis Quaid (young and newcomer like Mike), Daniel Stern (one of the HOME ALONE assailants) and Jackie Earle Haley (Oscar nominee for his magnificent work as a pedophile in LITTLE CHILDREN). Dave’s parents are the great Paul Dooley (one of Robert Altman‘s favorite actors) and Barbara Berrie. Dave’s rich sweetheart is beautiful Robyn Douglass, who plays a passionate Katherine.

BREAKING AWAY is a fable about growth, maturity, the sufferings of the first passions and the struggle to grow in life. It also brings, in a magnificent way, the beauty of sport as an opportunity for personal growth (through the assimilation of the competitive spirit) and morality.

I remember perfectly the first time I saw BREAKING AWAY and the feeling of enchantment at the end of the movie. Peter Yates (who has the wonderful police movie BULLIT with Steve McQueen and Jacqueline Bisset) did a wonderful job of telling a small, sensitive and uplifting story.

BREAKING AWAY is an exemplary film like a rare little gem.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.