TREM NOTURNO PARA LISBOA: História Apaixonante com Elenco Soberbo Sobre Vida e Liberdade

Um frustrado, solitário e infeliz Professor Suíço, indo para o monótono trabalho em uma manhã de chuva, vê uma linda jovem prestes a se suicidar no corrimão de uma ponte. Contrariando tudo o que faz, ele larga tudo e desesperadamente se agarra a ela para impedir sua morte iminente. Ela foge deixando com ele uma capa de chuva vermelha, um ticket de trem para Lisboa e um pequeno livro autobiográfico de um escritor português que participou do movimento contra a Ditadura Salazarista. O Professor larga tudo em embarca no trem para Lisboa na busca de descobrir quem era a jovem e porque iria se matar.

Este é o extraordinário ponto de partida para TREM NOTURNO PARA LISBOA, que o cineasta dinamarquês Bille August fez em 2013 e que ganhou 3 prêmios do Instituto do Cinema Português. Billie August é o responsável por filmes consagrados como PELLE, O CONQUISTADOR (Oscar de Melhor Filme Estrangeiro), A CASA DOS ESPÍRITOS (sucesso extraordinário de público para quem a crítica torceu o nariz) e MANDELA. Acho ele um diretor bem interessante e cheio de ideias.

O filme tem um elenco extraordinário: Jeremy Irons é sempre um ator a ser visto por sua qualidade na arte de representar; Melanie Laurent (a Estefania jovem, linda e revolucionária) é um capítulo a parte por seu talento; Tom Courtenay, ótimo ator inglês; Bruno Ganz em mais um papel notável; e mais Lena Olin, Charlotte Ramplig, Christopher Lee , Jack Houston, Martina Geddeck e o português Marco D’Almeida. Um cast maravilhoso.

À medida em que o Professor Raymond Gregorius mergulha em sua aventura atrás dos extraordinários personagens da história do livro, mais se afasta de sua vida quadrada e sem graça. Neste sentido, é particularmente brilhante que seguidamente ele receba ligações do chefe suíço chamando-o de volta à realidade.

As lindas ladeiras e ruelas de Lisboa servem de moldura para uma história maravilhosa e hipnótica, passada em dois tempos: o da narrativa do livro e o da busca do Professor.

O questionamento sobre uma vida medíocre e infeliz (e porque as pessoas ficam presas nela) em confronto com uma existência, rica, feliz e apaixonada (embora os riscos inerentes) serve a Billie August para desenvolver situações, cenas e personagens maravilhosos.

TREM NOTURNO PARA LISBOA (disponível na Amazon, Apple TV+ e Google Play) é um filme denso, atual (atemporal), universal e emocionante. Gostei demais de ver. Recomendo com ênfase.

A frustrated, lonely and unhappy Swiss Professor, going to his drab work on a rainy morning, sees a beautiful young woman about to commit suicide on the railing of a bridge. Contrary to everything he does, he drops everything and desperately clings to her to prevent her imminent death. She runs away leaving him with a red raincoat, a train ticket to Lisbon and a small autobiographical book by a Portuguese writer who participated in the movement against the Salazar dictatorship. The Professor drops everything and go on board the train to Lisbon in search of who the young woman was and why she was going to kill herself.

This is the extraordinary starting point for NIGHT TRAIN TO LISBON, which the Danish filmmaker Bille August made in 2013 and which won 3 prizes from the Portuguese Film Institute. Billie August is responsible for renowned films such as PELLE, THE CONQUEROR (Oscar for Best Foreign Film), HOUSE OF SPIRITS (extraordinary audience success for whom the critics wrinkled their noses) and MANDELA. I think he’s a very interesting director and full of ideas.

The film has an extraordinary cast: Jeremy Irons is always an actor to be seen for his quality in the art of acting; Melanie Laurent (the young, beautiful and revolutionary Estefania) is a chapter apart for her talent; Tom Courtenay, a great English actor; Bruno Ganz in yet another notable role; and more Lena Olin, Charlotte Rampling, Christopher Lee, Jack Houston, Martina Geddeck and the Portuguese Marco D’Almeida. A wonderful cast.

As Professor Raymond Gregorius immerses himself in his adventure after the extraordinary characters of the book’s history, he moves further away from his square and bland life. In this sense, it is particularly brilliant that he subsequently receives calls from the Swiss chief calling him back to reality.

The beautiful hills and alleys of Lisbon serve as a frame for a wonderful and hypnotic story, set in two stages: the narrative of the book and the search for the Professor. Freedom vs. Dictatorship, a life dilema.

The questioning about a mediocre and unhappy life (and why people get stuck in it) in confrontation with a rich, happy and passionate existence (despite the inherent risks) serves Billie August to develop wonderful situations, scenes and characters.

NIGHT TRAIN TO LISBON (available on Amazon, Apple TV + and Google Play) is a dense, modern (timeless), universal and exciting film. I really enjoyed seeing it. I strongly recommend.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.