KARATÊ KID, COBRA KAI, DANIEL SAN & Mr. MIYAGI

Nunca pensei que THE KARATE KID, filme que o ótimo diretor John G. Avildsen dirigiu em 1984, contando a história do adolescente Daniel (Ralph Macchio) que recebe lições de karatê (e filosofia) do veterano de guerra Mr. Miyagi (Pat Morita) para se defender de abusivos bullies de uma escola de caratê dirigida por um psicótico ex-mariner fosse se tornar uma franquia interminável.

De saída, foram quatro filmes: KARATÊ KID, KARATÊ KID 2 A HORA DA VERDADE CONTINUA, KARATÊ KID 3 O DESAFIO FINAL e KARATÊ KID 4 A NOVA AVENTURA (este último estrelado por uma adolescente Hillary Schwank, depois dois Oscars de Melhor Atriz).

Depois veio uma refilmagem do primeiro título, estrelado por Jackie Chan e o filho de Will Smith, Jaden Smith.

Finalmente, o YouTube TV fez a produção original COBRA KAI, série que retoma os personagens de Daniel San, Johnny Lawrence, e que fez tanto sucesso que já vai para a terceira temporada.

Costumo dizer que há franquias que conseguem se recriar, fazendo de cada filme uma obra completamente diferente. É o caso de ALIEN, em que o primeiro filme é de ficção científica (quase terror), o segundo é uma aventura espacial, o terceiro um drama existencial e o quarto uma história distópica. Outras franquias como ROCKY e RAMBO vão refazendo a mesma história original, repetindo personagens e situações, apenas com pequenas variações.

KARATÊ KID, obviamente se encaixa neste segundo tipo. É a mesma história, repetida à exaustão. Mas faz muito sucesso.

Acho que tudo se deve ao talento de Avildsen, que no já distante 1984 (36 anos atrás) criou em um filme adolescente de aventura uma cena final antológica com um golpe de caratê que entrou para a história do cinema.

I never thought that THE KARATE KID, a film that great director John G. Avildsen directed in 1984, tells the story of teenage Daniel (Ralph Macchio) who receives lessons in karate (and philosophy) from war veteran Mr. Miyagi ( Pat Morita) to defend himself against abusive bullies from a karate school run by a psychotic ex-mariner was to become an endless franchise.

At the start, there were four films: KARATE KID, KARATE KID 2 , KARATE KID 3 and KARATE KID 4 (the latter starring a teenager Hillary Schwank, later on two Oscars for Best Actress).

Then came a remake of the first title, starring Jackie Chan and Will Smith’s son, Jaden Smith.

Finally, YouTube TV made the original production COBRA KAI, a series that takes up the characters of Daniel San, Johnny Lawrence, and which was so successful that it is already going into season three.

I usually say that there are franchises that manage to recreate themselves, making each film a completely different work. This is the case with ALIEN, in which the first film is science fiction (almost terror), the second is a space adventure, the third an existential drama and the fourth a dystopian story. Other franchises like ROCKY and RAMBO are remakes of the same original story, repeating characters and situations, with only minor variations.

KARATE KID, obviously fits this second type. It is the same story, repeated over and over. But it is very successful.

I think it’s all due to the talent of Avildsen, who in the distant 1984 (36 years ago) created a final anthological scene in a teen adventure film with a karate stroke that made history in cinema.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.