THE HEAD: PERIGO NA ANTÁRTIDA – Quem Matou? Série Moderna se Inspira em Agatha Christie

Agatha Christie foi a primeira autora de histórias policiais que fez uma narrativa onde um grupo de pessoas (normalmente em um lugar isolado) vai morrendo um a um até que se descobre o culpado. Muitas vezes é alguém que aparentemente já tinha morrido, tendo seu corpo desaparecido, iludindo os demais. O livro dela se chamava O CASO DOS DEZ NEGRINHOS (TEN LITTLE INDIANS). Este passou a ser um tipo de “whodunnit?” (quem matou?) muito imitado pelos autores do gênero.

A série original do HULU, HBO Asia e MediaPro Studios, – em cartaz na GLOBOPLAY – filmadas nas Ilhas Canárias (as cenas internas) e Islândia (as cenas de neve e gelo) intitulada THE HEAD: PERIGO NA ANTÁRTIDA bebe muito desta fonte. Mais uma vez, dez cientistas ficam isolados no inverno, em uma estação, onde se pesquisa uma bactéria que vai acelerar a fotossíntese e, depois de dois meses sem contatar a base, recebe uma equipe que vai se deparar com muitos corpos e poucos sobreviventes. O que aconteceu?

Gostei muito da narrativa. Tem conteúdo, boas cenas, utiliza a estratégia de visões diferentes do mesmo fato, tem bom elenco, uma história rica e complicada, reviravoltas do roteiro e muito suspense.

Alvaro Morte (o Professor de A CASA DE PAPEL), John Lynch, Katharine O’Donnelly, Alexandre Willaume, Richard Sammel, Tomohisa Yamashita, Laura Bach, Sandra Andreis, e Monica Lopez são um cast inspirado que durante os seis capítulos de 50 minutos dão vida aos personagens.

Nem que seja pela diversão de “descobrir o assassino”, THE HEAD vale muito a pena. Até como homenagem àquela senhora inglesa que em 1939 criou este tipo de história policial, eterna para delírio de seus fãs.

Agatha Christie was the first author of police stories that made a narrative where a group of people (usually in an isolated place) dies one by one until the culprit is discovered. Often it is someone who apparently had already died, having his body disappeared, deluding others. Her book was called TEN LITTLE INDIANS. This became a kind of “whodunnit?” much imitated by the authors of the genre.

The original series from HULU, HBO Asia and MediaPro Studios, – on display at GLOBOPLAY – filmed in the Canary Islands (the indoor scenes) and Iceland (the snow and ice scenes) titled THE HEAD drinks a lot of this source. Once again, ten scientists are isolated in winter, in a station, where they search for a bacterium that will accelerate photosynthesis and, after two months without contacting the base, they receive a team that will come across many bodies and few survivors. What happened?

I really liked the narrative. It has content, good scenes, uses the strategy of different views of the same fact, has a good cast, a rich and complicated story, plot twists and a lot of suspense.

Alvaro Morte (The Professor of MONEY HEIST), John Lynch, Katharine O’Donnelly, Alexandre Willaume, Richard Sammel, Tomohisa Yamashita, Laura Bach, Sandra Andreis, and Monica Lopez are an inspired cast that during the six chapters of 50 minutes each, bring characters to life.

If only for the fun of “discovering the killer”, THE HEAD is well worth it. Even as a tribute to that English lady who in 1939 created this type of mystery history, eternal to the delight of her fans.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.