ARTHUR E GEORGE: Conan Doyle Também é um Ótimo Personagem

O app da PBS MASTERPIECE da Amazon Prime Video traz uma mini série de três capítulos feita na Inglaterra e chamada ARTHUR E GEORGE. Em 1906, Sir Arthur Conan Doyle, o mundialmente reconhecido autor dos livros de Sherlock Holmes perde sua jovem esposa e entra em depressão, caindo em um bloqueio criativo. A chegada até ele de um caso real de erro judiciário envolvendo um jovem advogado (solicitor) de origem indiana condenado por uma mutilação de animais o que traz o famoso escritor de volta ao desejo de viver, atrás dos verdadeiros culpados.

Um produção esmerada mostra o personagem real atrás de pistas como seu detetive fictício. Até um auxiliar a la Dr. Watson é dado a Conan Doyle, na pessoa de seu secretário Alfred Wood (o ator Charles Edwards). Conan Doyle é vivido pelo ator Martin Clunes (de SHEAKSPEARE APAIXONADO e da série DOC MARTIN). O jovem injustiçado George Edalji é feito pelo ator Arsher Ali (LINE OF DUTY).

Evidentemente, o mote da trama é colocar o criador de Sherlock Holmes em situações perigosas na investigação, obrigando-o a desenvolver estratégias tão comuns ao seu personagem imortal.

A série tem três capítulos, uma duração excelente, suficiente para o pleno desenvolvimento da trama e dos personagens sem impor ao espectador aquelas intermináveis repetições de cenas exaustivas.

Já disse aqui que sou um grande fã de Sherlock Holmes e de seu autor Arthur Conan Doyle. Vê-lo como personagem de uma série policial foi um deleite. Quase como ler um novo livro do mestre Doyle.

The Amazon Prime Video PBS MASTERPIECE app features a three-chapter mini series made in England called ARTHUR AND GEORGE. In 1906, Sir Arthur Conan Doyle, the world-renowned author of the Sherlock Holmes books, loses his young wife and goes into depression, falling into a creative block. The arrival in him of a real case of judicial error involving a young lawyer (solicitor) of Indian origin condemned for a mutilation of animals which brings the famous writer back to the desire to live, behind the real culprits.

A painstaking production shows the real character behind clues as his fictional detective. Even an assistant to Dr. Watson is given to Conan Doyle, in the person of his secretary Alfred Wood (actor Charles Edwards). Conan Doyle is played by actor Martin Clunes (from SHEAKSPEARE IN LOVE and from the DOC MARTIN series). The young wronged accused George Edalji is made by actor Arsher Ali (LINE OF DUTY).

Evidently, the plot’s motto is to place the creator of Sherlock Holmes in dangerous situations in the investigation, forcing him to develop strategies so common to his immortal character.

The series has three chapters, an excellent length, sufficient for the full development of the plot and characters without imposing on the viewer those endless repetitions of exhausting scenes.

I already said here that I am a big fan of Sherlock Holmes and its author Arthur Conan Doyle. Seeing him as a character in a mistery series was a delight. Almost like reading a new book by Master Doyle.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.