ROSA E MOMO: Sophia Loren, uma Musa Para o Oscar

O filme ROSA E MOMO (THE LIFE AHEAD) é um refilmagem do filme francês MADAME ROSA, A VIDA À SUA FRENTE, que ganhou o Oscar de Melhor Filme estrangeiro em 1977, estrelado pela Dama Francesa Simone Signoret.

Aqui o cineasta italiano Edoardo Ponti (filho suíço de Sophia e do falecido Carlo Ponti) traz a história incrível de um sobrevivente do Holocausto, ex-prostituta que mantém uma casa para abrigar filhos de prostitutas.

A Casa Rosa, que Madame Rosa (Sophia Loren magnífica aos 86 anos) mantém a duras penas ganha mais um hóspede. O inquieto e contestador imigrante Mohamed (Momo) é uma impressionante criação do ator adolescente Ibrahima Gueye, natural de Senegal, que tem este nome em homenagem a um famoso futebolista local. O trabalho de Gueye como Momo é daqueles que agente vai guardar na retina e no coração pelos anos que virão.

O filme de Ponti tem cenas belíssimas e, na melhor tradição do cinema italiano clássico mescla cenas de humor com outras de uma dramaticidade raramente atingida nos dias atuais.

Acho que dizer muito sobre o que acontece em THE LIFE AHEAD seria tirar do leitor a incrível experiência de se surpreender, emocionar, rir e chorar com a relação de Rosa com Momo. E com os outros incríveis personagens do filme: a transexual Lola(a atriz trans espanhola Abril Zamora), o médico Dr. Coen (Renato Carpentieri) e o negociante Hamilton (Babak Karim).

O filme é baseado em um livro do escritor lituano Romain Gary e tem uma carga de humanidade e humanismo invulgares.

Gostei muito de THE LIFE AHEAD. Acho que a NETFLIX fez mais um gol de placa. E isto vai se confirmar não somente pelas críticas positivas, pela repercussão que o filme vai ter pelos Oscars que ele deve ganhar na próxima cerimônia da Academia. Merecidamente.

The film THE LIFE AHEAD is a remake of the French film MADAME ROSA, LIFE AHEAD, which won the Oscar for Best Foreign Film in 1977, starring French Lady Simone Signoret.

Here Italian filmmaker Edoardo Ponti (Swiss son of Sophia and the late Carlo Ponti) brings the incredible story of a Holocaust survivor, a former prostitute who maintains a home to house the children of prostitutes.

Casa Rosa, which Madame Rosa (magnificent Sophia Loren at 86 years old) maintains with great difficulty gains another guest. The restless and defiant immigrant Mohamed (Momo) is an impressive creation by the teenage actor Ibrahima Gueye, a native of Senegal, who is named after a famous local footballer. Gueye’s work as Momo is one that we will keep in our retina and heart for years to come.

Ponti’s film has beautiful scenes and, in the best tradition of classic Italian cinema, it mixes scenes of humor with others of a drama rarely reached today.

I think to say a lot about what happens in THE LIFE AHEAD would be to take away from the reader the incredible experience of being surprised, moved, laugh and cry with Rosa’s relationship with Momo. And with the other incredible characters in the film: transsexual Lola (Spanish trans actress Abril Zamora), doctor Dr. Coen (Renato Carpentieri) and dealer Hamilton (Babak Karim).

The film is based on a book by the Lithuanian writer Romain Gary and has a load of unusual humanity and humanism.

I really liked THE LIFE AHEAD. I think NETFLIX scored another goal. And this will be confirmed not only by the positive reviews, by the repercussion that the film will have for the Oscars that he should win at the next Academy ceremony. Deservedly.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.