A VIOLENTADA: Um dos Filmes Mais Cínicos da História do Cinema

Em 1976, o cineasta Lamont Johnson fez o filme A VIOLENTADA, trazendo para as telas as irmãs Mariel Hemingway e Margaux Hemingway em uma história de um professor que estupra uma modelo famosa.

O filme tinha como o tarado de plantão o ator Chris Sarandon, um habituée de papeis heterodoxos em Hollywood (fez o amante trans de Al Pacino no maravilhoso DOG DAY AFTERNOON e o adorador do diabo em A SENTINELA DOS MALDITOS).

Com certeza o filme não seria feito nos atuais tempos de Me Too, onde a violência contra a mulher vem sendo justificadamente perseguida por todos os setores da sociedade, embora ainda haja muito a fazer.

LIPSTICK une duas tendências perigosas do cinema: “justificar” o ocorrido pelas ousadias comportamentais de uma modelo famosa e idolatrar a “justiça pelas próprias mãos”.

O crítico Tuio Becker, à época, intitulou sua crítica na Folha da Tarde, “CHATO, RUIM E MORALISTA.”

Vi o filme mais de 40 anos atrás. Segue em minha memória como um dos piores filmes que já vi. Apesar da beleza estonteante das netas do imortal Ernst Hemingway.

In 1976, filmmaker Lamont Johnson made the film LIPSTICK, bringing to the screen the sisters Mariel Hemingway and Margaux Hemingway in a story of a teacher who rapes a famous model.

The movie had actor Chris Sarandon as the villain, a habituee of heterodox roles in Hollywood (played Al Pacino‘s trans lover in the wonderful DOG DAY AFTERNOON and the devil worshiper in THE SENTINEL).

Certainly the film would not be made in the current times of Me Too, where violence against women has been justifiably pursued by all sectors of society, although there is still much to do.

LIPSTICK unites two dangerous trends in cinema: “justifying” what happened by the behavioral daring of a famous model and idolizing “justice by your own hands”.

The critic Tuio Becker, at the time, titled his criticism in Folha da Tarde, “BORING, BAD AND MORALIST.”

I saw the film more than 40 years ago. It remains in my memory as one of the worst films I have ever seen. Despite the stunning beauty of the granddaughters of the immortal Ernst Hemingway.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.