UMBERTO ECO: Um Escritor Cinematográfico

O escritor italiano Umberto Eco nasceu em 5 de janeiro.

Em sua biografia, Umberto Eco tem pelo menos duas referências cinematográficas importantes.

O NOME DA ROSA, seu livro mais famoso, já teve duas versões cinematográficas importantes.

A primeira é o filme do cineasta francês Jean-Jacques Annaud, em 1986, com Sean Connery, Christian Slater, Michael Lonsdale, F.Murray Abraham e Valentina Vargas. Em 130 minutos, Annaud conta com muito charme a investigação que o Monge William von Baskerville faz sobre os misteriosos assassinatos ocorridos no local.

Anos depois (2019), a RAI fez uma mini série de oito capítulos com a mesma história, interpretada por John Turturro (Baskerville), Ruppert Everett, Damian Hardung, Tchecky Karyo e Greta Scarano.

As duas versões são bem interessantes de se ver, até pela diferença de enfoque sobre a mesma história.

A outra referência cinematográfica de Umberto Eco é uma participação não creditada dele no clássico filme A NOITE (LA NOTTE), que Michelangelo Antonioni fez em 1961. Eco aparece em uma festa.

Muito interessante esta relação entre o escritor – falecido em 2016 – e o cinema.

The Italian writer Umberto Eco was born on January 5.

In his biography, Umberto Eco has at least two important cinematographic references.

THE NAME OF ROSE, his most famous book, has had two major film versions.

The first is the film by French filmmaker Jean-Jacques Annaud, in 1986, with Sean Connery, Christian Slater, Michael Lonsdale, F. Murray Abraham and Valentina Vargas. In 130 minutes, Annaud made a charming film about the investigation that Monk William von Baskerville does about the mysterious murders that took place there.

Years later (2019), RAI made a mini series of eight chapters with the same story, played by John Turturro (Baskerville), Ruppert Everett, Damian Hardung, Tchecky Karyo and Greta Scarano.

Both versions are very interesting to see, even due to the difference in focus on the same story.

Umberto Eco’s other cinematic reference is his uncredited participation in the classic film A NIGHT (LA NOTTE), which Michelangelo Antonioni made in 1961. Eco appears at a party.

Very interesting this relationship between the writer – who died in 2016 – and cinema.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.