REI ARTHUR, by Antoine Fucqua: Outro Filme (Diferente) Sobre Excalibur

REI ARTHUR é um dos personagens mais focalizados em filmes de todas as origens. Dia destes comentei EXCALIBUR, de John Boorman, um filme do qual gosto muito. Ontem revi outro excelente filme sobre o personagem: aquele que o ótimo cineasta americano Antoine Fucqua (DIA DE TREINAMENTO) fez em 2004.

Clive Owen é O Rei Arthur. Ioan Gruffudd é Lancelot. Madds Mikelsen é Tristan. Keira Knightley (em um de seus melhores trabalhos) faz uma Guinevere aventureira, desbocada, ousada, exímia com o arco e flecha e com a espada. O elenco ainda tem Hugh Dancy, Joel Edgerton, Ray Winstone, Stellan Skarsgard e vários outros ótimos atores.

O roteiro do Canadense David Franzoni pega a história do Rei Arthur e seus cavaleiros da Távola Redonda, em sua última missão antes de serem libertados de Roma, após 15 anos de luta. O filme mescla com perfeição drama e aventura.

Um produção esmerada garante – graças à fotografia de Slawomir Idziak e à música de Hans Zimmer – uma parte formal do filme de extasiante beleza.

Antonie Fucqua é um cineasta de ideias. Nada em seus filmes é comum ou sem imaginação. Mão pesada para a violência é outra característica de seu cinema. Mas pode esperar talento e criatividade por igual. Gosto muito dos filmes dele.

Já vi e revi este KING ARTHUR muitas vezes. Acho um belo filme. É forte, dramático, político, crítico e deixa o espectador na ponta da cadeira. É um ótimo filme de aventura.

KING ARTHUR is one of the characters most focused on films of all origins. The other day I commented on EXCALIBUR, by John Boorman, a film I really like. Yesterday I saw again another excellent film about the character: the one that the great American filmmaker Antoine Fucqua (TRAINING DAY) made in 2004.

Clive Owen is King Arthur. Ioan Gruffudd is Lancelot. Madds Mikelsen is Tristan. Keira Knightley (in one of her best works) makes an adventurous, bold, daring, Guinevere, expert with the bow and arrow and the sword. The cast still has Hugh Dancy, Joel Edgerton, Ray Winstone, Stellan Skarsgard and several other great actors.

Canadian script by David Franzoni takes the story of King Arthur and his knights from the Round Table, on their last mission before being released from Rome, after 15 years of struggle. The film perfectly mixes drama and adventure.

A painstaking production guarantees – thanks to the photography of Slawomir Idziak and the music of Hans Zimmer – a formal part of the film of breathtaking beauty.

Antonie Fucqua is a filmmaker of ideas. Nothing in his films is common or unimaginative. A heavy hand for violence is another feature of his cinema. But he can expect equal talent and creativity. I really like his films.

I have seen and reviewed this KING ARTHUR many times. I think it’s a beautiful film. It is strong, dramatic, political, critical and leaves the viewer on the edge of the chair. It’s a great adventure movie.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.