MAURICE BINDER: Um Artista Magnífico

Certamente uma das imagens mais conhecidas do cinema é aquela – que aparece em todos os filmes de James Bond 007. A famosa “gun barrel sequence” (um vilão qualquer está olhando por uma mira e vê 007 entrar em cena e atirar contra ele) foi apenas uma das ideias geniais deste novaiorquino egresso da área de marketing da Macy’s.

Quando DR. NO entrou em cartaz em 1962, os créditos de abertura concebidos e desenhados por Maurice Binder foram um enorme sucesso. A partir de Goldfinger, a perfeita integração das imagens com a canção tema e silhuetas de lindas bondgirls em trajes sumários passou a ser a assinatura de Binder.

Em uma entrevista, Binder falou sobre a clássica cena da “gun barrel sequence”: “Fiz isso com pressa, pois precisava chegar a uma reunião com os produtores em vinte minutos. Acontece que eu tinha pequenos adesivos brancos com etiquetas de preço e pensei em usá-los como tiros na tela. Teríamos James Bond passando e atirando, e nesse ponto o sangue começou a aparecer na tela. Foi um storyboard de cerca de vinte minutos que fiz, e eles disseram: “Isso parece ótimo!”

Foram 16 filmes de 007 com créditos de abertura de Maurice Binder.

Ainda são dele os créditos de abertura de CHARADA, ARABESQUE, A VIDA ÍNTIMA DE SHERLOCK HOLMES e O ÚLTIMO IMPERADOR, só para citar alguns de seus maravilhosos trabalhos.

Binder se tornou um dos papas da abertura de filmes. Viverá para sempre.

Certainly one of the best-known images in cinema is the one – which appears in all James Bond 007 films. The famous “gun barrel sequence” was just one of the great ideas of this New Yorker designer Maurice Binder, who came from Macy’s marketing.

When DR. NO came on the scene in 1962, the opening credits conceived and designed by Maurice Binder were a huge success. From Goldfinger on, the perfect integration of the images with the theme song and silhouettes of beautiful bondgirls in tiny costumes became Binder’s signature.

In an interview, Binder talked about the classic “gun barrel sequence” scene: “That was something I did in a hurry, because I had to get to a meeting with the producers in twenty minutes. I just happened to have little white, price tag stickers and I thought I’d use them as gun shots across the screen. We’d have James Bond walk through and fire, at which point blood comes down onscreen. That was about a twenty-minute storyboard I did, and they said, “This looks great!”

There were sixteen 007 films with opening credits by Maurice Binder.

His opening credits are still CHARADE, ARABESQUE, THE PRIVATE LIFE OF SHERLOCK HOLMES and THE LAST EMPEROR, just to name a few of his wonderful works.

Binder became one of the opening credirs master. He will live forever.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.