A PISCINA: Thriller Francês que Ficou na Memória

Ando atrás para rever o thriller francês LA PISCINE, dirigido em 1969 pelo cineasta Jacques Deray. Vi o filme muitos anos trás naqueles verões em que ia ao cinema da praia todas as noites e assistia dezenas de filmes por semana.

Na minha memória, o filme era um drama policial cheio de intrigas e reviravoltas, pontificado por um elenco espetacular. O casal Marianne (Romy Schneider luminosa) e Jean Paul (Alain Delon) passam uma temporada em uma bela casa na Riviera Francesa, próximo de Saint Tropez. A paz termina quando chegam à casa, convidados por Marianne, seu ex- amante Harry (Maurice Ronet) com a filha Pénélope (Jane Birkin lindíssima). A tensão fica maior quando Jean Paul e Pénélope iniciam um romance.

Nos anos 60 e 70, o diretor Deray se caracterizou como um realizador de filmes policiais, tão em moda na França naquele tempo. BORSALINO e FLIC STORY são dois ilustres exemplos.

Reunir na tela Romy Schneider, Alain Delon, Maurice Ronet e Jane Borkin quatro estrelas do cinema francês, narrando uma história com toques autobiográficos de Roger Borniche, foi um must na carreira de Deray.

Na minha memória, a fotografia e a trilha sonora eram demais.

Não está fácil reencontrar A PISCINA. Quando achar o filme e revê-lo, escrevo se as impressões e memórias tão vívidos tantos anos depois se confirmaram.

I’m eager to see again the French thriller LA PISCINE, directed in 1969 by filmmaker Jacques Deray. I saw the film many years ago in those summers when I went to the beach movie theater every night and watched dozens of films a week.

In my memory, the film was a police drama full of intrigues and twists, punctuated by a spectacular cast. The couple Marianne (Romy Schneider astonishing in her beauty) and Jean Paul (Alain Delon) spend a season in a beautiful house on the French Riviera, near Saint Tropez. Peace ends when arrive at the house, invited by Marianne, her ex-lover Harry (Maurice Ronet) with her daughter Pénélope (a beautiful Jane Birkin). The tension gets bigger when Jean Paul and Pénélope start a romance.

In the 60s and 70s, director Deray was characterized as a director of police films, so in fashion in France at that time. BORSALINO and FLIC STORY are two illustrious examples.

Gathering on screen Romy Schneider, Alain Delon, Maurice Ronet and Jane Borkin four stars of French cinema, narrating a story by Roger Borniche‘s autobiographical book, was a must in Deray’s career.

In my memory, the photography and the soundtrack were marvellous.

It is not easy to find THE SWIMMING POOL again. When I find the film and review it, I write if the impressions and memories so vivid so many years later were confirmed.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.