EL ULTIMO TRAJE: Mais um Grande Filme Argentino

O CONVIDADO DE HOJE DO CINEMARCO É O ADVOGADO E CINÉFILO WILLIAM AMARO.

Em 2019, estava indo mais uma vez para Capital Argentina, assistir ao torneio ATP de Buenos Aires. Para quem não sabe, nos ônibus argentinos que levam até a capital portenha, os bancos se transformam em uma cama e têm à disposição do passageiro, uma tela individual para assistir filmes. Claro que principalmente filmes argentinos.

Naquela viagem, me deparei com um filme argentino que não conhecia, chamado EL ULTIMO TRAJE, com direção de Pablo Solarz.

O filme conta a história de um judeu de 88 anos, chamado Abraham Bursztein (Miguel Ángel Solá), que vive em Buenos Aires há mais de 70 anos.

Após uma reunião familiar, na qual seus filhos, netos e bisnetos decidem interná-lo em um asilo, Abraham, resolve cumprir com uma promessa de reencontrar o homem que salvou a sua vida nos tempos da guerra. Deixa tudo e todos para trás e vai de Buenos Aires até a Polônia tentar reencontrar esse homem.

A saga de Abraham, mistura uma formula que é sucesso no cinema argentino: comédia e drama.

O filme passa por temas como as características dos judeus e o seu modo de vida em Buenos Aires, para chegar aos traumas que o holocausto causou neles.

O filme em vários momentos é leve, sutil e divertido, como são sempre as comedias argentinas, com piadas leves e inteligentes.

E em outros momentos, incrivelmente emocionante, em especial, na cena em que Abraham tem que passar em solo alemão para tentar chegar na Polônia! 

Mais uma vez o cinema argentino dá uma aula de como fazer cinema de qualidade sem grandes investimentos.

TODAY’S CINEMARK GUEST IS WILLIAM AMARO, LAWYER AND CINEPHILE.

In 2019, I was going once again to Capital Argentina, to attend the ATP tournament in Buenos Aires.

For those who don’t know, on the Argentine buses that take you to the capital Buenos Aires, the seats are transformed into a bed and each one has an individual screen for watching movies at the passenger’s disposal. Of course, mainly Argentine films.

On that trip, I came across an Argentine film I didn’t know, called EL ULTIMO TRAJE , directed by Pablo Solarz .

The film tells the story of an 88-year-old Jew named Abraham Bursztein (Miguel Ángel Solá) , who has lived in Buenos Aires for more than 70 years.

After a family reunion, in which his children, grandchildren and great-grandchildren decide to put him in an asylum, Abraham, decides to fulfill a promise to meet the man who saved his life at the World War. He leaves everything and everyone behind and goes from Buenos Aires to Poland to try to find this man again.

The Abraham saga mixes a formula that is successful in Argentine cinema: comedy and drama.

The film goes through themes such as the characteristics of the Jews and their way of life in Buenos Aires, to reach the traumas that the holocaust caused in them.

The film at various times is light, subtle and fun, as Argentine comedies are always, with light and intelligent jokes.

And at other times, incredibly touching, especially in the scene where Abraham has to pass on German soil to try to get to Poland!

Once again, Argentine cinema gives a lesson on how to make quality cinema without major investments.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.