FEITIÇO DO RIO: Como Tanta Gente Boa Fez um Filme Tão Ruim?

Em 1984, um grupo de gente muito competente do cinema veio ao Rio de Janeiro e fez um dos piores filmes da história do cinema.

Stanley Donen, cinesta responsável por excelentes filmes como CANTANDO NA CHUVA, CHARADA, e CINDERELA EM PARIS se uniu aos atores Sir Michael Caine e Joseph Bologna, às atrizes Demi Moore e Valerie Harper, mais ótimos atores brasileiros como José Lewgoy e Eduardo Conde e veio ao Rio de Janeiro fazer um filme chamado BLAME IT ON RIO (FEITIÇO DO RIO).

O filme é incrivelmente ruim.

A trama (?) mostra dois grandes amigos quarentões que vêm passar férias no Brasil com suas filhas pós adolescentes. Um Rio de Janeiro libertino e cheio de animais pelas ruas da Zona Sul (aves e cobras) recebe o quarteto em clima de sexualidade quase explícita, o que fascina principalmente às meninas da excursão.

Para piorar a situação, o personagem de Michael Caine se apaixona pela filha do amigo e passa a ter um romance disfarçado com ela.

Há paisagens deslumbrantes do Rio de Janeiro e a beleza estonteante de uma jovem Demi Moore.

Mas a indigência criativa do roteiro e a vulgaridade das situações postas tangencia os filmes soft pornô de pior nível. Machista e preconceituoso. O que era para ser uma comédia leve virou só um desastre.

Uma coisa me impressiona até agora: como tanta gente talentosa se uniu e fez um filme tão ruim?

Além disso, entre centenas de pessoas envolvidas na produção, quando o filme ficou pronto, ninguém teve coragem de chamar a atenção dos outros sobre o desastre que se avizinhava? Nem como brincadeira pode ser aceito.

In 1984, a group of very competent people from the cinema came to Rio de Janeiro and made one of the worst films in the history of cinema.

Stanley Donen, filmmaker responsible for excellent films such as SINGING IN THE RAIN, CHARADE, and CINDERELA IN PARIS joined the actors Sir Michael Caine and Joseph Bologna, the actresses Demi Moore and Valerie Harper, plus great Brazilian actors like José Lewgoy and Eduardo Conde and came to Rio de Janeiro to make a film called BLAME IT ON RIO.

The film is incredibly bad.

The plot (?) shows two great friends in their 40s who come to spend their holidays in Brazil with their post-teen daughters. A libertine Rio de Janeiro full of animals on the streets of the South Zone (birds and snakes) receives the quartet in an atmosphere of almost explicit sexuality, which fascinates mainly the girls on the excursion.

To make matters worse, Michael Caine’s character falls in love with his friend’s daughter and begins to have a disguised romance with her.

There are stunning landscapes of Rio de Janeiro and the stunning beauty of a young Demi Moore.

But the creative indigence of the script and the vulgarity of the situations put in touch with the soft porn films of the worst level. Machist and prejudiced. What was supposed to be a light comedy turned out to be just a disaster.

One thing impresses me so far: how did so many talented people come together and make such a bad movie?

In addition, among hundreds of people involved in the production, when the film was finished, did anyone have the courage to draw the attention of others to the disaster that lay ahead? Not even as a bad joke can be accepted.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.