Revendo HOUSE: Uma das Minhas Séries Favoritas

Já falei aqui várias vezes que HOUSE – que teve oito temporadas – é por certo uma das minhas séries favoritas.

Esta noite assisti outra vez o episódio 5 da temporada 5 de HOUSE.

O episódio se intitula LUCKY THIRTEEN e narra a investigação da doença de uma das namoradas eventuais da Dra. Hadley (papel antológico da hoje cineasta de sucesso Olivia Wilde).

Foi uma delícia rever esta história. A galeria de personagens de HOUSE é simplesmente maravilhosa.

House, Lisa Cuddy (Lisa Edelstein), Foreman (Omar Epps), Wilson (Robert Sean Leonard), Cameron (Jennifer Morrison), Chase (Jesse Spencer), Taub (Peter Jacobson), Kutner (Kal Penn) e o Detetive Lucas Douglas (Michael Weston) compõem um elenco extraordinário.

Sempre vale a pena lembrar que a série criada por David Shore e Greg Yatanes traz argumentos muito parecidos às histórias de Sherlock Holmes, imortal criação de Sir Arthur Conan Doyle. As investigações que HOUSE e sua equipe fazem dos casos de cada paciente são exercícios de dedução deliciosos.

Os dramas dos doentes, como sempre são pontuados por cenas cômicas maravilhosas.

Apenas para citar um exemplo deste episódio. House está falando com o detetive que contratou para seguir seu melhor amigo Wilson. House diz: “Ele sempre teve uma síndrome de Messias. A primeira esposa dele tinha uma perna mecânica; a segunda era canadense. Ele quer salvar o mundo.” Coisa de gênio.

Não dá para deixar de outra vez sublinhar o incrível trabalho do ator Hugh Laurie, como o cínico e genial Dr. Gregory House. Trata-se de um dos maiores trabalhos da história da televisão. Interpretações do mais alto nível.

I’ve mentioned here several times that the HOUSE series – which ran for eight seasons – is certainly one of my favorites.

Tonight I watched episode 5 of season 5 of HOUSE again.

The episode is titled LUCKY THIRTEEN and chronicles the investigation of the illness of one of Dr. Hadley’s occasional girlfriends (anthological role of today’s successful filmmaker Olivia Wilde).

It was a delight to review this story. HOUSE’s character gallery is simply wonderful.

House, Lisa Cuddy (Lisa Edelstein), Foreman (Omar Epps), Wilson (Robert Sean Leonard), Cameron (Jennifer Morrison), Chase (Jesse Spencer), Taub (Peter Jacobson), Kutner (Kal Penn) and the Detective Lucas Douglas (Michael Weston) makes an extraordinary cast.

It is always worth remembering that the series created by David Shore and Greg Yatanes brings arguments very similar to the stories of Sherlock Holmes, the immortal creation of Sir Arthur Conan Doyle. The investigations that HOUSE and his team make of each patient’s cases are delightful exercises in deduction.

The sick dramas, as always are punctuated by wonderful comic scenes.

Just to mention an example from this episode. House is talking to the detective he hired to follow his best friend Wilson. House says, “He’s always had a Messiah syndrome. His first wife had a mechanical leg; his second was Canadian. He wants to save the world.” Genius thing.

I cannot again underline the incredible work of actor Hugh Laurie, as the cynical and ingenious Dr. Gregory House. It is one of the greatest works in the history of television. Interpretations of the highest level.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.