A GAROTA DESCONHECIDA: Um Thriller Belga Incomum

O site http://www.filmefilme.com.br está mostrando o thriller belga A GAROTA DESCONHECIDA (LA FILLE INCONNU), que os cineastas Jean Pierre Dardenne e Luc Dardenne dirigiram em 2016.

A ótima atriz francesa Adèle Haenel (do excepcional RETRATO DE UMA MULHER EM CHAMAS) vive uma jovem médica que uma noite se recusa a abrir a porta da clínica em que trabalha porque o horário de atendimento já se encerrou. Na manhã seguinte, a Polícia vem procurá-la porque a jovem a quem ela negou acesso apareceu assassinada próximo dali, sem qualquer identificação ou documento.

A Doutora Jenny Davin toma como uma cruzada dela descobrir o nome e algum dado sobre quem era aquela mulher jovem e negra, brutalmente morta, muito em face da omissão dela em lhe abrir a porta.

O filme é um thriller incomum. Teve indicação a Palma de Ouro e ao César.

Tem temas que estão bem na moda. A relação seca da Europa com os imigrantes. O descaso das autoridades com mulheres negras africanas pobres. A frieza das pessoas – ocupadas com seus afazeres cotidianos – com um fato tão chocante e com a violência comum às grandes cidades.

Adèle Haenel é uma ótima atriz. Ela consegue passar ao espectador a angústia que toma conta dela ao saber da morte da jovem. O sentimento de culpa que se abate sobre a médica é quase palpável graças a uma interpretação maravilhosa.

Claro que procurar saber o que houve a coloca em risco.

Ela resolve promover o funeral da jovem. Para isso, precisa saber, ao menos o nome dela e seu ano de nascimento. Vai atrás com muito mais vontade que a Polícia.

LA FILLE INCONNU é um filme muito humano e emocionante. Temos uma jovem médica que se importa com as pessoas e seus dramas. Mesmo aquelas que já estão mortas. Emocionante.

The website http://www.filmefilme.com.br is showing the Belgian thriller THE UNKNOWN GIRL (LA FILLE INCONNU), which filmmakers Jean Pierre Dardenne and Luc Dardenne directed in 2016.

The great French actress Adèle Haenel (from the exceptional PORTRAIT OF A LADY ON FIRE) plays a young doctor who one night refuses to open the door of the clinic where she works because the office hours are already over. The next morning, the police come to look for her because the young woman to whom she denied access appeared murdered nearby, without any identification or document.

Doctor Jenny Davin takes it as a crusade for her to discover the name and some data about who that brutally dead young black woman was, much in the face of her failure to open the door for him.

The film is an unusual thriller. It has nomination for the Palm D’Or and the Céasr.

There are themes that are very modern. Europe’s dry relationship with immigrants. The authorities’ disregard for poor black African women. The coldness of people – busy with their daily tasks – with such a shocking fact and with the violence common to big cities.

Adèle Haenel is a great actress. She manages to convey to the viewer the anguish that comes over her when she learns of the young woman’s death. The feeling of guilt that befalls the doctor is almost palpable thanks to a wonderful interpretation.

Of course, trying to find out what happened puts her at risk.

She decides to make the young woman’s funeral. For that, she needs to know, at least her name and year of birth. She goes after it much more willingly than the police.

LA FILLE INCONNU is a very human and emotional film. We have a young doctor who cares about people and their dramas. Even those who are already dead. Very touching.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.