MODERN LOVE, Temporada Dois: Toda Forma de Amor Vale a Pena

A Amazon Prime Video colocou no ar neste fim de semana a segunda temporada da série de histórias curtas MODERN LOVE, baseada na coluna de contos românticos do The New York Times. Dois anos atrás, a primeira temporada tinha feito um grande sucesso de público e crítica.

A segunda temporada se compões de oito histórias sobre o amor em todas as formas possíveis. A criatividade volta a marcar a série que debruça um olhar afetuoso sobre paixões de todos os tipos de pessoas, pouco importando se os amores focalizados são possíveis, exitosos, finitos ou platônicos.

A marca maior das histórias – além de sua criatividade – é emocionar o ser romântico que existe em cada um de nós. É impossível não se deixar tocar pelo lirismo de cada história.

Claro que ótimos roteiristas e um elenco de primeira favorecem a série. Minnie Driver, Tom Burke, Gbenga Akinnagbe, Zoe Chao, Kit Harrington, Lucy Boynton, Dominick Fishback, Isaac Powell, Telcy Huihn, Garret Hedlund, Anna Paquin, Marquiz Rodrigues, Zane Pais, Sophie Okonedo e Tobias Menzies exercem sua incrível arte de representar, criando uma galeria de personagens memoráveis.

Tive a sensação de que o tom geral da série, nesta segunda temporada foi um pouco mais triste e melancólico que na primeira, embora apenas em uma das histórias a pandemia apareça explicitamente.

De qualquer sorte, MODERN LOVE segue sendo entretenimento de altíssimo nível. Inclusão e diversidade no topo. Para apaixonados, românticos, desencantados ou céticos. Toda forma de amor vale a pena, como já disse o poeta Milton Nascimento.

Amazon Prime Video aired this weekend the second season of the short story series MODERN LOVE, based on The New York Times’ romantic short story column. Two years ago, the first season had been a huge hit with audiences and critics.

The second season consists of eight stories about love in every possible way. Creativity once again marks the series that takes an affectionate look at the passions of all types of people, regardless of whether focused loves are possible, successful, finite or platonic.

The biggest mark of the stories – besides their creativity – is to touch the romantic being that exists in each one of us. It’s impossible not to be touched by the lyricism of each story.

Of course, great writers and a first-rate cast favor the series. Minnie Driver, Tom Burke, Gbenga Akinnagbe, Zoe Chao, Kit Harrington, Lucy Boynton, Dominick Fishback, Isaac Powell, Telcy Huihn, Garret Hedlund, Anna Paquin, Marquiz Rodrigues, Zane Pais, Sophie Okonedo and Tobias Menzies exert their incredible art of acting , creating a gallery of memorable characters.

I had the feeling that the overall tone of the series, this second season was a little sadder and more melancholy than the first, although only in one of the stories does the pandemic appear explicitly.

Anyway, MODERN LOVE is still top-notch entertainment. Inclusion and diversity at their top. For lovers, romantics, disenchanted or skeptics. Every form of love is worth it, as the poet Milton Nascimento said.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.