NINE PERFECT STRANGERS: Elenco Estelar Tem Personagens se Curando Sob os Cuidados de Nicole Kidman

Ficou disponível ontem no HULU (entra na Amazon inclusive no Brasil amanhã 20/8) a série NINE PERFECT STRANGERS, uma super produção de David E. Kelley, a partir de um best seller escrito por Liane Moriarty (BIG LITLE LIES), narrando a história de nove pessoas que ingressam em um Boutique health-and-wellness resort sob direção de uma mulher russa que tem métodos pouco ortodoxos.

Obviamente a presença de Nicole Kidman como a enigmática Masha Dmitrichenko é a maior atração da série. Kidman, como sempre, tem uma presença cênica magnética. De roupas em tons pastéis, com voz modulada de meditação e surgindo nas cenas de surpresa, sua Masha promete ser outro personagem histórico.

A galeria de tipos dos “pacientes” é rica e diversificada. Meliissa McCarthy faz Francis Welty, uma romancista obesa cujo último livro foi recusado por sua editora; Luke Evans é Lars Lee, um rico advogado de divórcios que não se assume gay; Bobby Cannavale é Tony Hogburn, um ex-jogador de futebol viciado em álcool e drogas, solitário e que não reconhece seus problemas e dificuldades. Heather e Napoleon Marconi (Asher Keddie e Michael Shannon) entram junto com a filha Zoe (grace van Patten) para superar a perda do filho, irmão gêmeo de Zoe. O casal Jessica Chandler (Samara Weaving) e Ben Chandler (Melvin Gregg) passou a ter problemas de relacionamento depois que ganharam na loteria. E, finalmente há Carmel Schneider (Regina King) a mãe de múltiplas filhas de vários casamentos, hoje solitária e obcecada com a juventude.

No staff do hotel há o misterioso Yao (Manny Jacinto), Delilah ( Tiffany Boone) , Glory (Zoe Terakis) e Isabel Cornish (Lulu).

O dois primeiros capítulos me pareceram extremamente bem feitos e inteligentes deixando o espectador em absoluto suspense sobre o que vem por aí. Claro que já fica claro que o SPA Tranquilium tem mais por trás do que aparenta, os temas dos personagens e episódios futuros passam por assuntos atuais como dependência do celular, vício em drogas, obesidade, egoísmo, baixa auto estima, super valorização do dinheiro e outros da atualidade.

A crítica americana já baixou o pau em NINE PERFECT STRANGERS. Eu ainda vou decidir mais à frente se a série vai pelo caminho excelente de BIG LITTLE LIES e UNDOING ou se não passa de uma pretensiosa refilmagem disfarçada da ILHA DA FANTASIA.

Mesmo assim, substituir Ricardo Montalban por Nicole Kidman já é uma grande vantagem.

The series NINE PERFECT STRANGERS, a super production by David E. Kelley, based on a best seller written by Liane Moriarty (BIG LITLE LIES) was available yesterday at HULU (Amazon including Brazil tomorrow 8/20). , narrating the story of nine people who enter a boutique health-and-wellness resort under the direction of a Russian woman who has unorthodox methods.

Obviously Nicole Kidman‘s presence as the enigmatic Masha Dmitrichenko is the biggest attraction of the series. Kidman, as always, has a magnetic scenic presence. Dressed in pastel tones, with a modulated voice of meditation and popping up in scenes of surprise, her Masha promises to be another historical character.

The “patients” type gallery is rich and diverse. Meliissa McCarthy plays Francis Welty, an overweight novelist whose last book was turned down by her publisher; Luke Evans is Lars Lee, a wealthy non assumed gay divorce attorney; Bobby Cannavale is Tony Hogburn, a lonely former football player addicted to alcohol and drugs, who doesn’t recognize his problems and difficulties. Heather and Napoleon Marconi (Asher Keddie and Michael Shannon) enter along with daughter Zoe (Grace van Patten) to get over the loss of their son, Zoe’s twin brother. Couple Jessica Chandler (Samara Weaving) and Ben Chandler (Melvin Gregg) have had relationship problems after they won the lottery. And finally there is Carmel Schneider (Regina King) the mother of multiple daughters from multiple marriages, now lonely and obsessed with youth.

On the hotel staff are the mysterious Yao (Manny Jacinto), Delilah (Tiffany Boone), Glory (Zoe Terakis) and Isabel Cornish (Lulu).

The first two chapters seemed to me to be extremely well done and intelligent, leaving the viewer in absolute suspense about what is to come. Of course, it is already clear that the SPA Tranquilium has more behind than meets the eye, the characters’ themes and future episodes go through current issues such as cell phone addiction, drug addiction, obesity, selfishness, low self-esteem, overvaluation of money and others of the present time.

The American critics have already taken the plunge on NINE PERFECT STRANGERS. I’m still going to decide later on whether the series goes down the excellent path of BIG LITTLE LIES and UNDOING or if it’s just a pretentious undercover remake of the FANTASY ISLAND.

Anyway, replacing Ricardo Montalban with Nicole Kidman is already a big plus

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.