CENAS DE UM CASAMENTO: HBO Investe Forte Para Refilmar Clássico de Bergman em Nova Série

Em 1974, um dos filmes que causou maior impacto no mundo foi uma produção sueca de 2h40min, intitulada CENAS DE UM CASAMENTO, dirigido pelo gênio Ingmar Bergman e estrelada por Liv Ullman e Erland Josephson. Lembro que assisti no Cinema Um – Sala Vogue. Saí dali profundamente impactado pela arte do Mestre Bergman.

Lembro de ter lido que o filme era uma espécie de compilação de uma mini série que Bergman tinha escrito e filmado para a TV Sueca, A série completa nunca chegou por aqui.

Ontem, no HBO MAX, iniciou a ser apresentada a mini série CENAS DE UM CASAMENTO, com Jessica Chastain e Oscar Isaac, vivendo os papéis de esposa e marido. Mira tem 40 anos, é alta executiva de um grande empresa de tecnologia. Jonathan é um ex-judeu ortodoxo que vive como professor de filosofia. Eles têm uma filha de 4 anos. Ela é a provedora financeira da casa enquanto ele se dedica à profissão e cuida mais da casa e da filha.

É fácil detectar a excelência da produção. Nomes ilustres pontuam a lista de produtores, roteiristas e diretores. O filho de Ingmar Bergman, Daniel Bergman é um dos produtores. O cineasta israelense Hagai Levy (IN TREATMENT) e a americana Amy Herzog foram os responsáveis pelo roteiro.

Vi o primeiro capítulo ontem. Trata-se de um texto fascinante interpretado por dois dos melhores atores da atualidade. Jessica Chastain já tem duas indicações para o Oscar e outras duas para o BAFTA. Oscar Isaac despontou nos novos filmes da franquia STAR WARS, como o herói Poe Dameron. Vem com tudo no aguardado DUNA, de Dennis Villeneuve. Os dois estão o tempo todo na tela, recitando o roteiro com diálogos de alta qualidade com muita classe e emoção.

Além da ousadia de refilmar uma das obras primas do genial Bergman, a HBO se propôs a modernizar o texto. Há celulares, video games, transporte por aplicativos, COVID e outros elementos da modernidade.

Achei o primeiro episódio (dos 5 prometidos) nada menos que fascinante. O roteiro modernizado é denso, dramático, emocionante e tenso, muito tenso. Apresenta, sem filtros, as dificuldades de um casamento. Tem produção e roteiros prodigiosos.

Vale muito a pena ver. Apesar de deixar uma saudade gigante do Mestre Ingmar Bergman. Por que os gênios morrem?

In 1974, one of the films that made the greatest impact in the world was a two-and-a-half-hour Swedish production, titled SCENES OF A MARRIAGE, directed by the genius Ingmar Bergman and starring Liv Ullman and Erland Josephson. I remember watching it at Cinema Um – Sala Vogue. I left there deeply impacted by Master Bergman’s art.

I remember reading that the movie was sort of a compilation of a six chapters mini series that Bergman had written and filmed for Swedish TV. The full series never arrievd here.

Yesterday, at HBO MAX, the mini series SCENES OF A MARRIAGE began to be presented, with Jessica Chastain and Oscar Isaac, playing the roles of wife and husband. Mira is 40 years old, a top executive at a large technology company. Jonathan is a former Orthodox Jew who lives as a professor of philosophy. They have a 4 year old daughter. She is the financial provider for the house while he dedicates himself to his profession and takes care of the house and his daughter.

It is easy to detect excellence in production. Distinguished names dot the list of producers, screenwriters and directors. Ingmar Bergman’s son Daniel Bergman is one of the producers. Israeli filmmaker Hagai Levy (IN TREATMENT) and American Amy Herzog were responsible for the script.

I saw the first chapter yesterday. It is a fascinating text performed by two of the best actors today. Jessica Chastain already has two Academy Award nominations and two BAFTA nominations. Oscar Isaac has emerged in new films in the STAR WARS franchise as hero Poe Dameron. Comes with everything in the long-awaited DUNE, by Dennis Villeneuve. The two are on screen all the time, reciting the script with high quality dialogue with a lot of class and emotion.

In addition to daring to reshoot one of the masterpieces of the brilliant Bergman, HBO set out to modernize the text. There are cell phones, video games, apps for transport, COVID and other elements of modernity.

I found the first episode (of the 5 promised) nothing short of fascinating. The modernized script is dense, dramatic, emotional and tense, very tense. It presents, without filters, the difficulties of a marriage. It has prodigious production and scripts.

It’s really worth seeing. Despite leaving a giant nostalgia for Master Ingmar Bergman. Why do geniuses die?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.