THE MATRIX RESURECTIONS: Neo, Trinity e a Matrix Estão de Volta

No dia 22 de dezembro estréia THE MATRIX RESURRECTIONS, dirigido por Lana Wachowski, a retomada da história sobre a Matrix, uma unidade cibernética que controla a vida das pessoas. Neo (Keanu Reeves) tem uma reviravolta na vida e retorna à Matrix.

Ainda lembro bem quando do lançamento dos três filmes originais. THE MATRIX (1999), THE MATRIX RELOADED(2003) e THE MATRIX REVOLUTIONS (2003). A crítica se dividiu muito. Lembro de textos furiosos arrasando os filmes como um exercício visual vazio, uma sequência de cenas de efeitos especiais sem sentido e sem profundidade.

Um segundo grupo de críticos (e a maioria dos fãs na minha opinião) elegeu a trilogia MATRIX como uma revolução no cinema de ficção científica, inovando verdadeiramente o gênero, com uma história brilhante e profunda sobre o futuro da humanidade e sua convivência com a tecnologia.

Os irmãos Wachowski (originalmente Larry e Andy, hoje Lana e Lilly, ambas mulheres transgênero) criaram um universo paralelo impressionante.

Lembro que vi os três filmes com grande prazer. Curti muito as aventuras de Neo, Trinity (o melhor trabalho da atriz Carrie-Anne Moss até hoje) e Morpheus (Laurence Fishburne ausente desta retomada), os agentes Smith (Hugo Weaving notável) se multiplicando, as criativas cenas dos tiroteios em câmera lenta e as quebras de ritmo entre a vida real dentro da Matrix e o universo paralelo onde as perseguições se realizavam.

O elenco do quarto filme tem ainda Christina Ricci, Jessica Henwick, Priyanka Chopra Jones, Jada Pinkett Smith, Neil Patrick Harris, Lambert Wilson, Ellen Hollman e Eréndira Ibarra.

Dia 22, estarei outra vez no cinema para ver este THE MATRIX RESURRECTIONS. Neo e Trinity conquistaram este crédito comigo.

On December 22, THE MATRIX RESURRECTIONS, directed by Lana Wachowski, will launch a retake of the story about the Matrix, a cybernetic unit that controls people’s lives. Neo (Keanu Reeves) takes a turn in his life and returns to the Matrix.

I still remember the release of the three original films very well. THE MATRIX (1999), THE MATRIX RELOADED (2003) and THE MATRIX REVOLUTIONS (2003). The criticism was very divided. I remember furious texts tearing up the movies as an empty visual exercise, a sequence of meaningless and depthless special effects scenes.

A second group of critics (and most fans in my opinion) hailed the MATRIX trilogy as a revolution in science fiction cinema, truly innovating the genre, with a brilliant and profound story about the future of humanity and its coexistence with technology.

The Wachowski brothers (originally Larry and Andy, now Lana and Lilly, both transgender women) have created an impressive parallel universe.

I remember watching all three movies with great pleasure. I really enjoyed the adventures of Neo, Trinity (the best work by actress Carrie-Anne Moss to date) and Morpheus (Laurence Fishburne absent from this retake), agents Smith (Hugo Weaving notable) multiplying, the creative scenes of the slow-motion shootouts and the breaks in rhythm between real life inside the Matrix and the parallel universe where the chases took place.

The fourth film’s cast also includes Christina Ricci, Jessica Henwick, Priyanka Chopra Jones, Jada Pinkett Smith, Neil Patrick Harris, Lambert Wilson, Ellen Hollman and Eréndira Ibarra.

On December, 22 I will be again in the theatre to see this new THE MATRIX RESURRECTION. Neo and Trinity deserve.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.