UM CRIME DE MESTRE: Thriller Exemplar Está na NETFLIX

Dia destes um amigo me enviou um whatsapp pedindo a indicação de um filme para ver naquela noite. De memória, indiquei UM CRIME DE MESTRE (FRACTURE), thriller dirigido pelo cineasta texano Gregory Hoblit (do ótimo AS DUAS FACES DE UM CRIME).

No dia seguinte, meu amigo me agradeceu muito, enchendo o filme de elogios.

Ontem, surfando pela NETFLIX, resolvi parar em FRACTURE e rever o filme. É realmente um thriller sem pretensão outra que não contar uma bela trama de tribunal.

Anthony Hopkins (sempre excelente) faz o milionário Ted Crawford que depois de descobrir um caso extra conjugal de sua esposa Jennifer (Embeth Davidtz), arquiteta um plano brilhante para matá-la. Crawford não contava que fosse cruzar com o jovem, talentoso e ambicioso Promotor Willy Beachum (Ryan Gosling ótimo). Willy está se despedindo do Gabinete do District Attorney Joe Lobruto (David Starthairn) para ir trabalhar no mega escritório da bela Nikki Gardner (Rosamund Pike).

O elenco ainda tem Fiona Shaw, Billy Burke, Cliff Curtis e Bob Gunton. Um timaço de atrizes e atores de elite.

Crawford e Beachum vão duelar no tribunal como se fossem dois cowboys do western em uma rua ventosa e empoeirada. O milionário ganha o primeiro round, desmoralizando o Promotor com um truque de mestre. Será que o DA terá chance de revanche?

FRACTURE é um thriller primoroso. Tem uma construção da trama magnífica. O roteiro de Daniel Pyne e Glen Gers é um dos melhores de filmes de tribunal dos últimos anos. E olha que o gênero ganha exemplares a cada ano, em quantidades cada vez maiores.

Não é nada fácil criar um thriller tão inteligente e capaz de prender o espectador até a cena final.

Fiquei incrédulo quando vi que o filme é de 2007. Esta fazendo 15 anos que Crawford e Beachum duelaram.

Se você estiver de banda alguma noite, veja ou reveja FRACTURE. Com certeza este entretenimento inteligente e de alto nível vai lhe proporcionar 113 minutos de felicidade.

These days a friend sent me a WhatsApp message asking me to recommend a movie to watch that night. From memory, I indicated FRACTURE, a thriller directed by Texan filmmaker Gregory Hoblit (from the great PRIMAL FEAR).

The next day, my friend thanked me a lot.

Yesterday, surfing NETFLIX, I decided to stop at FRACTURE and review the film. It really is a thriller with no pretensions other than telling a beautiful courtroom plot.

Anthony Hopkins (always excellent) plays millionaire Ted Crawford who, after discovering an affair of his wife Jennifer (Embeth Davidtz), hatches a brilliant plan to kill her. Crawford didn’t expect to cross paths with the young, talented and ambitious District Attorney Willy Beachum (Ryan Gosling great). Willy is leaving the Office of District Attorney Joe Lobruto (David Starthairn) to work in the mega law firm of the beautiful Nikki Gardner (Rosamund Pike).

The cast also includes Fiona Shaw, Billy Burke, Cliff Curtis and Bob Gunton. A team of elite actresses and actors.

Crawford and Beachum will duel in the courtroom like two western cowboys on a windy, dusty street. The millionaire wins the first round, demoralising the DA with a master trick. Will the DA have a chance of rematch?

FRACTURE is an exquisite thriller. It has a magnificent plot construction. The screenplay by Daniel Pyne and Glen Gers is one of the best courtroom films of recent years. And the genre gains new entries every year, in ever-increasing quantities.

It’s not easy to create a thriller so intelligent and capable of holding the viewer until the final scene.

I was in disbelief when I saw that the movie is from 2007. It’s been 15 years since Crawford and Beachum duelled.

If you’re in a band one night, watch or review FRACTURE. This smart, top-notch entertainment is sure to give you 113 minutes of happiness.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.