MOON KNIGHT: Final Consolida Novos Caminhos Para Série Instigante

Eu sempre tive fascínio por tramas que deixam aspectos importantes em dúvida se existiram mesmo ou eram loucuras da cabeça dos protagonistas. Acho que a margem para discussão entre os espectadores de um filme ou uma série é uma coisa deliciosa.

A série da MARVEL, CAVALEIRO DA LUA (MOON KNIGHT) usou e abusou deste recurso.

Vi o que seria o capítulo final. Não termina nada, Ao contrário, optou por abrir uma série de caminhos para a história que vai continuar.

Acho que gostei da solução. Realmente as múltiplas personalidades do personagem vivido (com talento e garra) por Oscar Isaac são um terreno sem fim a ser explorado.

Achei muito bom a MARVEL dar asas à imaginação, inclusive dentro da cabeça de pessoas internadas em um manicômio. Houve espaço até para um hipopótamo falante que encarna uma deusa. Quer mais?

Há que se referir que a produção, de uma qualidade impressionante, ajudou muito. As cenas do Egito são de tirar o fôlego.

Ainda vou ter que pensar onde MOON KNIGHT vai se enquadrar no meu “ranking MARVEL de personagens”.

Confesso que terminado o episódio seis, estou meio confuso como o personagem central.

I’ve always been fascinated by plots that leave important aspects in doubt if they really existed or were madness in the minds of the protagonists. I think the scope for discussion among viewers of a movie or a series is a delightful thing.

The MARVEL series MOON KNIGHT used and abused this feature.

I saw what would be the final chapter. It doesn’t end anything. On the contrary, it chose to open a series of paths for the story that will continue.

I think I liked the solution. Indeed, the multiple personalities of the character played (with talent and determination) by Oscar Isaac are an endless terrain to be explored.

I thought it was great for MARVEL to give free rein to the imagination, even inside the heads of people hospitalized in an asylum. There was even room for a talking hippopotamus that embodies a goddess. Want more?

It should be noted that the production, of impressive quality, helped a lot. The scenes from Egypt are breathtaking.

Still have to figure out where MOON KNIGHT will fit in my “MARVEL character ranking”.

I confess that after episode six, I’m a little confused as the central character.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.