O PODER E A LEI: O Advogado do Carro Lincoln Está de Volta às Telas

Estreou ontem, a série O PODER E A LEI, título menois inspirado de THE LINCOLN LAWYER, produção original da NETFLIX baseada nas histórias de Michael Connelly, com o advogado Mickey Haller, um criminalista que vai às últimas consequências para salvar seus clientes.

Já escrevi aqui que acho Connelly o melhor dos escritores de thrillers de tribunal da atualidade. Ele tem dois personagens principais: o Detetive Harry Bosch e seu meio irmão o advogado Mickey Haller. Agora Connelly está avançando em um terceiro personagem igualmente interessante: a policial René Ballard. As histórias de Connelly têm em comum um traço característico dos seus protagonistas: um idealismo meio fora de moda consubstanciado no mantra de Bosch: “todo mundo conta ou ninguém conta.” Os três heróis de Connelly são uma espécie de Brancaleone lutando por justiça. Fascinantes heróis deste mundo corrompido.

Mickey Haller surgiu quando BOSCH já era famoso. Haller é um advogado que se dedica a causas impossíveis de pequenos malfeitores, Aqueles que o sistema abandonou terão o trabalho e a atenção do advogado cujo escritório fica a bordo de um carro Lincoln, não por acaso dirigido por um ex-convicto que foi seu cliente.

Houve um filme com Mickey Haller, também intitulado O PODER E A LEI. Foi dirigido por Brad Furman em 2011 e tinha no elenco Matthew McConaughey, Marisa Tomei, Ryan Phillippe, William H. Macy, Josh lucas, John Leguizamo, Michael Pena, Frances Fisher e Bryan Cranston. Um timaço. O filme era muito bom. Como leitor de Connelly, achei a encarnação de McConaughey muito glamurosa para o advogado criminalista dos livros.

A nova série da NETFLIX, traz, em 10 capítulos, uma história de Mickey Haller, pós acidente surfístico que lhe tirou do trabalho por 18 meses, afundando o personagem em um pesado vício em remédios painkillers.

Lutando para se reerguer, Haller é chamado por uma Juíza para assumir os processos de um outro advogado, misteriosamente assassinado e que deixou um documento dizendo que se algo lhe acontecesse, os processos de seu escritório deveriam ser assumidos por Haller. Intrigante ponto de partida.

O universo de personagens em torno de Haller é outra mostra do talento único de Michael Connelly. O advogado foi casado duas vezes: a Promotora Maggie McPherson (Neve Campbell) e a quase advogada Lorna (Becki Newton) duas mulheres fortes e decididas que ainda nutrem forte sentimento por Mickey mas seguiram em frente suas vidas pós separação.

Angus Sampsom vive o investigador Cisco. Haller e Maggie tem uma filha a goleira de soccer Hailey (Krista Warner). E Haller tem uma motorista para o Lincoln, a ex-cliente Izzy Letts (Jazz Raycole).

O principal cliente do escritório herdado é tudo o que Haller não gosta: o bilionário arrogante Trevor Elliot (Christopher Gorhan, o ceguinho de COVERT AFFAIRS), acusado de matar a esposa e o amante em uma mansão de Malibu. Haller e Elliot vão duelar durante toda a série, embora o objetivo de ambos seja a absolvição do milionário.

Acho que o final da história ficou um pouco abaixo e vai ser descoberto antes pelos leitores e espectadores usuais do gênero. Mesmo assim, o fascínio dos personagens de Connelly segura com facilidade os dez capítulos que passam voando.

Gostei bastante desta primeira temporada de THE LINCOLN LAWYER. Acho que o Mickey Haller do ator mexicano Manuel-Garcia Rulfo tem mais a ver com o que eu imaginava lendo os livros. Uma certa esculhambação típica de quem advoga do banco de trás de um carro. Mesmo que seja um Lincoln.

Debuted yesterday, the series THE LINCOLN LAWYER, an original NETFLIX production based on the stories of Michael Connelly, with lawyer Mickey Haller, a criminalist who goes to the extreme to save his clients .

I’ve written here that I think Connelly is the best courtroom thriller writer today. He has two main characters: Detective Harry Bosch and his half-brother, attorney Mickey Haller. Now Connelly is moving forward with a third, equally interesting character: police officer René Ballard. Connelly’s stories have in common a characteristic feature of their protagonists: an old-fashioned idealism embodied in Bosch’s mantra: “everybody counts or nobody counts.” Connelly’s three heroes are a kind of Brancaleone fighting for justice. Fascinating heroes of this corrupted world.

Mickey Haller came about when BOSCH was already famous. Haller is a lawyer dedicated to the impossible causes of petty criminals, Those who the system has abandoned will have the work and attention of the lawyer whose office is aboard a Lincoln car, not by chance driven by an ex-convict who was his client .

There was a movie with Mickey Haller, also titled THE LINCOLN LAWYER. It was directed by Brad Furman in 2011 and stars Matthew McConaughey, Marisa Tomei, Ryan Phillippe, William H. Macy, Josh Lucas, John Leguizamo, Michael Pena, Frances Fisher and Bryan Cranston. A real stellar cast. The movie was really good. As a reader of Connelly, I found McConaughey’s incarnation too glamorous for the criminal lawyer in the books.

The new NETFLIX series brings, in 10 chapters, a story of Mickey Haller, after a surfing accident that took him out of work for 18 months, sinking the character into a heavy addiction to painkillers medicines.

Struggling to get back on his feet, Haller is called by a judge to take over the processes of another lawyer, mysteriously murdered and who left a document saying that if anything happened to him, the processes of his office should be taken over by Haller. A very intriguing starting point.

The universe of characters surrounding Haller is another showcase of Michael Connelly‘s unique talent. The lawyer has been married twice: District Attorney Maggie McPherson (Neve Campbell) and almost-lawyer Lorna (Becki Newton) two strong and determined women who still have strong feelings for Mickey but have moved on with their lives after separation.

Angus Sampsom plays the investigator Cisco. Haller and Maggie have a daughter, soccer goalie Hailey (Krista Warner). And Haller has a driver for the Lincoln, former client Izzy Letts (Jazz Raycole).

The legacy office’s main client is everything Haller doesn’t like: arrogant billionaire Trevor Elliot (COVERT AFFAIRS’ blind man Christopher Gorhan), accused of murdering his wife and lover in a Malibu mansion. Haller and Elliot will duel throughout the series, although their goal is the millionaire’s acquittal.

I think the end of the story is a little below and will be discovered sooner by the usual readers and viewers of the genre. Even so, the allure of Connelly’s characters easily holds the ten chapters flying by.

I really enjoyed this first season of THE LINCOLN LAWYER. I think the Mickey Haller of the Mexican actor Manuel-Garcia Rulfo has more to do with what I imagined reading the books. A certain sham typical of someone who is a lawyer from the back seat of a car. Even though it is a Lincoln.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.