TOSCANA: Gastronomia Tenta Equilibrar a Frieza Nórdica e a Paixão Italiana

A NETFLIX está mostrando o filme dinamarquês TOSCANA, dirigido pelo cineasta Mehdi Avaz, com belíssimas locações na região italiana, na cidade de Pelago.

Um Chef duas estrelas Michelin que vive em Copenhagen e busca investidores para abrir um novo restaurante, recebe a notícia de que seu Pai havia falecido na Toscana, onde fora viver muitos anos atrás. Theo (Anders Matthesen) tem tanta excelência em sua arte gastronômica quanto dificuldade em lidar com relações, traumas, emoções. Meio a contra gosto, ele viaja à Toscana com o único propósito de vender (o mais rapidamente possível) a herança de seu pai.

Quando lá chega, ele se depara com um antigo castelo, em uma região paradisíaca, onde existe um pequeno restaurante onde seu Pai exercia a gastronomia. O restaurante é tocado por um grupo de empregados, vizinhos e amigos de seu falecido Pai, liderados pela bela e temperamental Sophia (Cristiana Dell’Anna).

É óbvio, desde o início, que a Toscana, os vinhos, as comidas e, principalmente Sophia vão mudar a ideia do Dinamarquês frio e objetivo.

TOSCANA é um filme muito digerível. É uma comédia romântica leve e descompromissada, onde o grande destaque são realmente as regiões da Toscana onde foi filmado. A história em si, é bobinha e divertida. Acho que o roteiro, se isso tivesse sido a intenção, poderia ser melhor trabalhado. Mas a intenção era apenas fazer um filme leve.

Outro destaque são os pratos que Theo imagina, desenha (sim, ele tem o hábito de pré-elaborar em desenhos os aspectos visuais de suas criações) e cozinha. Como virou tendência no cinema moderno, o visual de pratos de alta gastronomia é mostrado em detalhes pelas câmeras, passo a passo até seu final.

TOSCANA dá fome e vontade de ir à Itália.

NETFLIX is showing the Danish film TOSCANA, directed by filmmaker Mehdi Avaz, with beautiful locations in the Italian region, in the city of Pelago.

A two Michelin star chef who lives in Copenhagen and is looking for investors to open a new restaurant, receives the news that his father had died in Tuscany, where he had lived many years ago. Theo (Anders Matthesen) has as much excellence in his gastronomic art as he has difficulty dealing with relationships, traumas and emotions. Somewhat reluctantly, he travels to Tuscany with the sole purpose of selling (as quickly as possible) his father’s inheritance.

When he gets there, he comes across an old castle, in a paradise region, where there is a small restaurant where his father used to cook. The restaurant is run by a group of employees, neighbors and friends of her late father, led by the beautiful and temperamental Sophia (Cristiana Dell’Anna).

It’s obvious from the start that Tuscany, the wines, the food and especially Sophia will change the idea of ​​the cold and objective Dane.

TOSCANA is a very digestible film. It is a light and uncompromising romantic comedy, where the highlight is really the regions of Tuscany where it was filmed. The story itself is light and fun. I think the script, if that had been the intention, could have been better worked out. But the intention was just to make a light film.

Another highlight are the dishes that Theo imagines, designs (yes, he has the habit of pre-elaborating the visual aspects of his creations in drawings) and cooks. As it became a trend in modern cinema, the look of haute cuisine dishes is shown in detail by the cameras, step by step until its end.

TUSCANA makes you hungry and makes you want to go to Italy

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s