PRATO MUITO BEM FEITO (BURNT – 2015, de John Wells)

Não acho que os filmes sobre Chefs ou sobre cozinhas já sejam um gênero no cinema atual, mas é inegável que o crescimento da profissão de Chef e das culinárias mais sofisticadas tem proporcionado mais e mais títulos, onde além do bom cinema, a gente fica salivando antes, durante e depois da sessão. BURNT (2015), de John Wells, que no Brasil ganhou o surreal titulo de PEGANDO FOGO, é um filme que tem certa ingenuidade, mas que se vê com grande interesse, pois seu roteiro tem inteligência e conteúdo suficientes para prender o espectador e lhe surpreender em certas cenas. Bradley Cooper definitivamente conseguiu sair do nível de ator de comédias pastelão e se instalar como postulante de papeis sérios conseguindo dar credibilidade a papeis onde precisa exibir carga dramática. No elenco, destaques para a queridinha da moda e ótima Alicia Vikander (aqui fazendo quase uma ponta), Uma Thurman (idem, ótima como uma critica de gastronomia), Emma Thompson, o excelente Omar Sy (de Intocáveis) e uma surpreendente Siena Muller. Na minha opinião, BURNT ficou atrás dos recentes THE 100 FOOT JOURNEY (A 100 PASSOS DE UM SONHO), CHEF e do próprio RATATOUILLE, todos enfocando o tema. Acho que na hora de dar o salto atrás da terceira estrela Michelin, faltou ambição e ousadia e o filme ficou conservador. Mas vale a pena ver. Tem muita coisa boa neste prato.

I do not think Chefs’ films are already a genre in the current cinema, but it is undeniable that the growth of Chef’s profession and the more sophisticated cuisines has provided more and more titles, where in addition to good cinema, we get salivating before, during and after the session. BURNT (2015), by John Wells, who won the surreal title of PEGANDO FOGO in Brazil, is a film that has a certain ingenuity, but which is seen with great interest, since its screenplay has sufficient intelligence and content to arrest the viewer and surprise in certain scenes. Bradley Cooper has definitely managed to get out of the comedy-actor level and install himself as a postulant of serious roles managing to lend credibility to roles where he has to display dramatic charges. In the cast, highlights for the fashionable darling and great Alicia Vikander (here making almost a cameo), Uma Thurman (idem, great as a gastronomy critic), Emma Thompson, excellent Omar Sy (of Untouchables) and an amazing Siena Muller . In my opinion, BURNT lagged behind the recent THE 100 FOOT JOURNEY, CHEF, and RATATOUILLE himself, all focusing on the subject. I think that when it came to jumping behind the third Michelin star, it lacked ambition and daring and the film was conservative. But worth seeing. There’s a lot of good on this plate.

3 Replies to “PRATO MUITO BEM FEITO (BURNT – 2015, de John Wells)”

Deixe uma resposta para ana cassia Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s