DJANGO UNCHAINED não é nem de longe o melhor Tarantino. Mas sendo um Tarantino, sempre tem coisas maravilhosas como a antológica cena de gozação em cima da Klu Klux Klan ou a despedida da irmã de Leonardo di Caprio. A história do pistoleiro Django e do seu colega caçador de recompensas (mais uma vez notável Christophe Waltz) atrás da escrava heroína rende excelentes cenas, mas jamais chega aos níveis de excelência de KILL BILL ou BASTARDOS INGLÓRIOS. E a metragem de 2h45min realmente foi exagerada.