O Clube de Cinema de Porto Alegre tradicionalmente promovia ciclos com os filmes vencedores do Festival de Cinema de Gramado.

Certa vez, o ciclo foi no Auditório Dante Barone, na Assembleia Legislativa.

O filme exibido naquela noite era VAI TRABALHAR VAGABUNDO, de Hugo Carvana.

A certo momento, aproxima-se da bilheteria um senhor achando que a sessão era gratuita e pergunta para a Secretaria do Clube de Cinema qual filme estava sendo exibido.

Prontamente ela responde: “Vai trabalhar Vagabundo.”

Ato continuo, o homem vai embora resmungando e dizendo entre dentes: “Po, não precisava ofender.”