Um Filme de Fantasma Prega uma Peça

Na abertura da Mostra Internacional de Cinema de Porto Alegre daquele ano (acho que era a Quarta), havíamos escolhido o filme polonês O FANTASMA(Widziadlo), de Mareck Novicki, enviado pela Embaixada da Polônia.

A sessão de abertura da Mostra seria realizada no Cine ABC, na Rua Venâncio Aires, famoso na época, pelo espetacular Projeto Cinema a Meia Noite do Edmundo Gastal.

O cinema lotou. Quando a sessão iniciou, um membro da Diretoria do Clube de Cinema sai correndo da sala e vem ate mim apavorado e grita: “Marco, a copia não tem legendas.” Para um filme polonês, convenhamos que era um problema grave!

A cópia enviada tinha sido errada (deveria ter sido uma com legendas em espanhol, mas alguém falhou).

Interrompemos a sessão e propomos a devolução dos ingressos a todos os espectadores. Dos 400 presentes, cerca de 360 foram embora. Seguimos a exibição do filme sem legendas.

No final da sessão, havia cerca de uma dúzia de pessoas dentro da sala. Foi então, que P.F.Gastal, critico de cinema do Correio do Povo e Fundador do Clube de Cinema de Porto Alegre me propôs que o Clube de Cinema convidasse aquelas pessoas para atravessarem a rua e irem jantar no tradicional Restaurante Copacabana.

Assim fizemos. Composta a mesa, Gastal, sempre inspirado, propôs uma brincadeira em que cada um dos comensais contasse qual era a historia do filme que acabávamos de ver.

Como ninguém falava polonês, saíram doze historias diferentes. Todas fascinantes. Foi uma experiência emocionante e inesquecível. Daquelas que somente o cinema pode proporcionar.

At the opening of the International Film Festival in Porto Alegre that year (I think it was the fourth), we had chosen the Polish film O FANTASMA (Widziadlo), by Mareck Novicki, sent by the Polish Embassy.

The opening session of the Exhibition would be held at Cine ABC, on Rua Venâncio Aires, famous at the time, for Edmundo Gastal’s spectacular Cinema at Midnight Project. The cinema was packed.

When the session started, a member of the Board of Directors of the Cinema Club ran out of the room and came to me terrified and shouted: “Marco, the copy has no subtitles.” For a Polish film, let’s face it it was a serious problem!

The copy sent had been wrong (it should have been one with Spanish subtitles, but someone else failed). We interrupt the session and propose the return of tickets to all spectators. Of the 400 present, about 360 left.

We followed the screening of the film without subtitles. At the end of the session, there were about a dozen people inside the room.

It was then that P.F.Gastal, a film critic from Correio do Povo and founder of the Porto Alegre Film Club, proposed that the Film Club invite those people to cross the street and go to dinner at the traditional Copacabana Restaurant.

So we did. Made up of the table, Gastal, always inspired, proposed a joke in which each of the diners told what was the story of the film we had just seen.

Since no one spoke Polish, twelve different stories came out. All fascinating. It was an exciting and unforgettable experience. Those that only cinema can provide.

3 Replies to “Um Filme de Fantasma Prega uma Peça”

  1. Caro Marco: só agora travei contato com o seu excelente blog. Parabéns! Sei que dirigiu o Clube de Cinema de Porto Alegre ao longo dos anos 80. Mas gostaria de saber em que ano começou a frequentá-lo. A partir de sua resposta, talvez tenha mais perguntas… Abrs. G.S.

    1. Prezada Gilda: iniciei a frequentar o Clube de Cinema em 1975. O primeiro filme que vi no CCPA foi A Última Noite do Boris Gruschenko, do Woody Allen, no Cine Cacique, em um domingo pela manhã como era habitual.

  2. Obrigada, Marco, por sua resposta.
    No entanto, procuro informações relativas a tempo anterior à sua frequência ao CCPA — os anos 50.
    Mas talvez saiba me dizer se o CCPA ainda mantém um arquivo próprio, com registros desde sua fundação, ou se ele se confunde com o acervo do P.F. Gastal, hoje na PUC-RS.
    Abrs., G.S.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.