BATMAN VS SUPERMAN: O AMANHECER DA JUSTIÇA me pareceu um filme bem melhor do que a maioria das críticas tem apontado. Acho que o filme de Zack Snyder tem vários temas muito interessantes abordados de forma mais ou menos profunda, em diversos trechos de sua demasiada duração (esta sim, a meu ver, uma crítica procedente). O do homem errado, por exemplo. O sujeito que, por estar no lugar errado, na hora errada, é tomado como autor de uma coisa que não fez, tema tão caro a filmografia hitchcockiana, dá o ar da graça em BATMAN VS SUPERMAN, na cena da audiência no Congresso.

Outro tema caro ao cinema, o do falso mecenas, o filantropo que se revela um mega vilão, depois de ser paparicado por imprensa e autoridades, tendo acesso a todas as benesses volta na figura de Lex Luthor. A nova realidade da imprensa escrita que desafiada pelas novas mídias, desdenha de matérias realmente relevantes, preferindo matérias comercialmente vendáveis. E assim por diante.

O roteiro me surpreendeu pela riqueza. A própria montagem da situação que vingança que levou ao confronto entre os dois super-heróis me pareceu criativa e engenhosa. Tanto que achei altamente desnecessário e aborrecido o surgimento do monstro kriptoniano. Para mim emburreceu o filme, tornando-o mais uma sequencia de explosões sem nexo.

Ben Affleck segue seu crescimento notável como ator. Bom diretor ele já mostrou que é.

Não há como não destacar a personagem da Mulher Maravilha, incrivelmente bem representada pela atriz israelense Gal Gadot, impecável em todas as suas cenas. Roubou o filme.

Sendo o filme de lançamento da Liga da Justiça, achei este BATMAN VS SUPERMAN bastante interessante. Se não atingiu o nível da trilogia do Batman de Christopher Nolan, teve muita coisa boa.

 

BATMAN VS SUPERMAN: THE DAWN OF JUSTICE seemed to me a much better film than most critics have pointed out. I think Zack Snyder film has several very interesting topics addressed more or less deeply, in several parts of his too long (this, in my view, is a founded criticism). The wrong man, for example. The guy who, being in the wrong place at the wrong time, is taken as the author of a thing that he did not commit, theme so dear to Hitchcock’s filmography, gives the air of grace in BATMAN VS SUPERMAN at the Congress’ hearing scene.

Another theme dear to the movies, the false patron, the philanthropist that reveals himself a mega villain after being pampered by the press and the authorities having access to all the goodies, in the Lex Luthor figure. The new reality of the printing press that challenged by new media, disdains really relevant matters, preferring commercially easy materials. And so on.

The script surprised me by its richness. The assembly itself of the situation that revenge that led to the confrontation between the two super-heroes seemed creative and ingenious. So much so, that for me, it is highly unnecessary and upset the emergence of the Kryptonian monster. For me it make the film dumb, making it more a sequence of explosions with no reason.

Ben Affleck follows his remarkable growth as an actor. Good director he has shown he is.

We have to emphasize the character of Wonder Woman, incredibly well represented by Israeli actress Gal Gadot, flawless in all his scenes. She stole the film.

As the film is the beginning of the Justice League, I think BATMAN VS SUPERMAN quite interesting. If not at the level of the Batman trilogy by Christopher Nolan, it had a lot of good.