No filme PÂNICO, de Wes Craven, há uma piada em que o assassino pergunta a um dos protagonistas qual é o seu filme assustador favorito e ele, ao invés de indicar um filme de terror, fala SHOWGIRLS, de Paul Verhoeven.

O drama kitsch de 1995 contando a história de uma bailarina em busca de ascensão no showbiz de Las Vegas foi polêmico desde que o roteiro de Joe Eszterhas foi vendido por uma soma astronômica antes de estar pronto.

A nova produção que unia a dupla do mega sucesso INSTINTO SELVAGEM despertou a atenção de todos.

Por isto, quando o filme veio para as telas as reações foram devastadoras. SHOWGIRLS ganhou praticamente todos as FRAMBOESAS DE OURO, inclusive um prêmio especial de pior filme dos 25 anos do FRAMBOESA. Figurou em praticamente todas as listas de piores do ano e gerou uma guerra entre Verhoeven e a crítica.

A cada edição mais explícita do filme que o diretor lançava em dvd, mais a crítica caia de pau no filme.

Hoje, 32 anos depois, já dá para dizer que SHOWGIRLS era realmente um equívoco total. Atores de certo prestígio, como Kyle Maclachlan e Gina Gershon entraram de cabeça nesta fria. Muito ruim mesmo. Tão ruim que despertava certo prazer em ver.

A atriz protagonista, Elizabeth Berkley nunca mais se firmou em qualquer papel. Mesmo que tenha participado em projeto de TV de pretígio como em THE L WORD e até no filme de Woody Allen, O ESCORPIÃO DE JADE. Hoje ela faz 45 anos. Ainda a procura de se livrar do estigma de SHOWGIRLS.

 

 

In Wes Craven’s movie SCREAM, there is a joke in which the killer asks to one of the protagonists what his favorite scary movie is, and instead of indicating a horror film, he speaks SHOWGIRLS by Paul Verhoeven.

The 1995 Kitsch drama telling the story of a ballerina seeking a rise in the Las Vegas showbiz has been controversial since Joe Eszterhas’s script was sold for an astronomical sum before it was ready.

The new production that united the double of the mega success BASIC INSTINCT aroused the attention of all.

So when the film hit the screens the reactions were devastating. SHOWGIRLS has won practically all the RAZZIE AWARDS, including a special prize for the worst film of the last 25 years. It figured on practically all of the worst lists of the year and spawned a war between Verhoeven and the critic.

With each more explicit edition of the film that the director released on DVD, the more criticism falls on the film.

Today, 32 years later, it is possible to say that SHOWGIRLS was really a total misunderstanding. Actors of a certain prestige, such as Kyle Maclachlan and Gina Gershon, went headlong into this chill. Too bad indeed. So bad that it aroused a certain pleasure in seeing.

The leading actress, Elizabeth Berkley has never settled into any role. Even if she has participated in good TV project as in THE L WORD and even in the Woody Allen film, THE JADE SCORPION. Today she is 45 years old. Still looking to get rid of the stigma of SHOWGIRLS.