Cate Blanchett vive a Vilã Hela, em THOR: RAGNAROK, do Neo-Zelandês Taika Waititi. Sobre ela, disse a crítica de Chris Nashawaty na EW:

“Blanchett murmura, cospe e ronrona ameaças de enxofre. E observando-a, você não pode deixar de ter uma sensação de deja-vu. Afinal, ela já fez este shtick como a Madrastra Maldita no remake da Disney de Cinderela. Ela também está essencialmente fazendo exatamente o que Angelina Jolie fez em Maleficent e o que Charlize Theron fez em Snow White e Huntsman. Certamente, tem que haver outras maneiras de jogar o mal feminino do que apenas “ameaça-ameaça-punchline”, “ameaça-ameaça-punchline”. Especialmente quando as ameaças são murmúrios ameaçadores antigos e empoeirados como: “Quer ver como o poder realmente se parece?” Mas Blanchett é uma atriz tão talentosa, que nem tudo está perdido – mesmo que ela desapareça por grandes pedaços do filme. Em vez disso, há Hemsworth tirando os cabelos dos olhos, trocando brincadeiras com Loki, Doutor Strange de Benedict Cumberbatch (em um cameo drive-by), Jeff Goldblum (em Aladdin Sane makeup fazendo sua “Jeff Goldblum Thing”) e reunindo-se com Mark Ruffalo Bruce Banner e seu grande alter ego verde (que começa a mostrar uma nudez dorsal!). Ainda assim, o jogador de suporte de destaque não é nenhum dos rapazes, mas Tessa Thompson (Creed) como Valkyria, um novo aliado que é linda, malvada e gosta da bebida. O universo Marvel precisa ver mais dela. Ela é uma estrela.”

 

Cate Blanchett vive a Vilã Hela, in THOR: RAGNAROK, from the Neo Zelland Filmmaker Taika Waititi. About her, the critic Chris Nawashati (EW) said:

“Blanchett snarls and cackles and purrs brimstone threats. And watching her, you can’t help but get a sense of deja-vu. After all, she’s already done this shtick as the Wicked Stepmother in Disney’s live-action remake of Cinderella. She’s also essentially doing exactly what Angelina Jolie did in Maleficent and what Charlize Theron did in Snow White and the Huntsman. Surely, there have to be other ways to play female evil than just “threat-threat-punchline,” “threat-threat-punchline.” Especially when the threats are dusty groaners like: “Want to see what power really looks like?” But Blanchett is such a talented actress, all isn’t lost — even if she vanishes for large chunks of the film. Instead, there’s Hemsworth getting his locks shorn off, swapping wiseguy banter with Loki, Benedict Cumberbatch’s Doctor Strange (in a drive-by cameo), Jeff Goldblum (in Aladdin Sane makeup doing his “Jeff Goldblum Thing”), and reuniting with Mark Ruffalo’s Bruce Banner and his big green alter ego (who gets to show off some dorsal nudity!). Still, the stand-out supporting player isn’t any of the fellas, but Tessa Thompson (Creed) as a Valkyrie, a new ally who’s beautiful, badass, and likes her booze. The Marvel universe needs to see more of her. She’s a star.”