O documentarista americano Antonino D’Ambrosio traz um filme de longa metragem documentário sobre o lendário policial aposentado de Nova Iorque Frank Serpico. Disponível no Itunes.

Serpico ficou célebre nos anos 70, depois de fazer uma campanha pública contra a corrupção na Polícia de Nova Iorque. Virou personagem de um filme espetacular de Sidney Lumet, estrelado por Al Pacino, indicado para 5 Oscars.

O filme de LUmet e o trabalho de Al Pacino como Serpico são tão perfeito, que ver o personagem real em um documentário é ainda mais fascinante pelas inevitáveis comparações com o foi visto na tela na ficção.

Tanto a narrativa de Serpico sobre o atentado a sua vida, como suas ideias sobre corrupcao policial deixam o espectador fixado na tela, muito em face do trabalho da dupla Lumet/Pacino.

A conclusão principal, ao final do documentário, é que o personagem de Serpico ficou imortal. Graças a Al Pacino.

 

American documentarist Antonino D’Ambrosio brings a feature-length documentary film about legendary retired New York police officer Frank Serpico.

Serpico became famous in the 1970s after campaigning against corruption in the New York City Police. He became a character in a spectacular Sidney Lumet film, starring Al Pacino, nominated for 5 Oscars.

The film of Lumet and the work of Al Pacino as Serpico are so perfect, that seeing the real character in a documentary is even more fascinating by the inevitable comparisons with what was seen onscreen in fiction.

Both Serpico’s narrative about the attack on his life, and his ideas about police corruption leave the viewer fixed on the screen, much in the face of the work of the duo Lumet / Pacino.

The main conclusion, at the end of the documentary, is that Serpico’s character became immortal. Thanks to Al Pacino.