O PASSADO NÃO PERDOA: Racismo e Intolerância São Temas de Western de John Houston

O PASSADO NÃO PERDOA (THE UNFORGIVEN – 1960), de John Huston é um western estrelado por Burt Lancaster e Audrey Hepburn que narra a história de uma família enfrentadno todo tipo de problemas quando vem a tona que a filha adotiva é uma menina indígena que foi resgatada em um massacre anos atrás pelo Patriarca falecido.

A liderança e prestígio que a família tinha dentro de sua comunidade vira uma maldição quando surge a revelação da verdadeira raça de Rachel Zachary, contada a todos por um velho companheiro de seu pai, hoje um andarilho com delírios de vingança e fanatismo religioso.

A recusa em entregar aos índios sedentos de vingança um mebro de sua família coloca irmãos contra irmãos e todos contra os antigos parceiros de amizade.

Segundo a biografia de John Huston, ele achava este um de seus filmes mais fracos. Efetivamente, O PASSADO NÃO PERDOA não ceha próximo do excelente nível de títulos de Houston como KEY LARGO, UMA AVENTURA NA ÁFRICA ou O HOMEM QUE QUERIA SER REI. Mas passa ponge de ser um filme sem interesse.

Burt Lancaster e Audrey Hepburn são sempre dois atores que magnetizam em suas presenças na tela. Ver os dois atuando juntos é um brinde ao espectador.

O elenco de apio tem algumas outras faces conhecidas, como Audie Murphy, Charles Bickford, John Saxon, Lilian Gish e Doug McClure.

As cenas de tensão do filme (tal como a revelação do velhor andarilho) ou a batalha final com os índios são também feitas com alta qualidade, prendendo a atenção fortemente.

São impressionantes as cenas em que o roteiro aborda o tema do racismo e do preconceito que naquela tempo (e as vezes hoje) cegam as pessoas lhes motivando a posições desumanas e cruéis sem hesitação.

O PASSADO NÃO PERDOA é um bom filme, a que se assiste com atenção e, em muitas cenas, interesse reforçado.

John Houston’s THE UNFORGIVEN (1960) is a western starring Burt Lancaster and Audrey Hepburn that tells the story of a family facing all sorts of problems when it comes to light that the adoptive daughter is a redskin girl who was rescued in a massacre years ago by the late Patriarch.

All the leadership and prestige that the family had within their community becomes a curse when the revelation of the true race of Rachel Zachary appears, told to all by an old companion of her father, today a wanderer with deliriums of revenge and religious fanaticism .

The refusal to give the Indians thirsting for revenge, a member of the family places brothers against brothers and all against the old partners of friendship.

According to John Houston’s biography, he think this to be one of his weaker films. Indeed, THE UNFORGIVEN is not even close to the excellent level of Houston titles like KEY LARGO, THE AFRICAN QUEEN or THE MAN WHO WUOLD BE KING. But for sure it is not a film of no interest.

Burt Lancaster and Audrey Hepburn are always two actors who magnetise in their onscreen presence. Seeing the two acting together is a toast to the viewer.

The supporting cast has a few other familiar faces, such as Audie Murphy, Charles Bickford, John Saxon, Lilian Gish, and Doug McClure.

The tension scenes of the film (such as the revelation of the wanderer) or the final battle with the Indians are also made with high quality, holding the attention strongly.

The scenes in which the script addresses the theme of racism and prejudice show that at that time (and sometimes today) it blinds people and motivates them to inhuman and cruel positions without hesitation.

THE UNFORGIVEN is a good movie, which is watched with attention and in many scenes, enhanced interest.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s