O REI DE ROMA: Comédia Dramática Italiana Faz Rir e Pensar

O REI DE ROMA (IO SONO TEMPESTA), de Danielle Luchetti se inspira nas melhores comédias dramáticas italianas dos mestres Dino Risi, Mario Monicelli, Ettore Scola e por aí vai, para contar uma história de forma cômica, mas deixando um sentimento amargo de quem ri da falta de caráter, sentimentos e humanidade do ser humano.

O cinema italiano tem vários clássicos neste gênero, como FEIOS, SUJOS E MALVADOS, PERFUME DE MULHER e MEUS CAROS AMIGOS, apenas para citar três.

O REI DE ROMA conta a história de um bilionário romano (Marco Gialini muito bom) que vive conseguindo tudo o que quer as custas de subornos, farta distribuição de favores e muita corrupção. Um dia, em face de uma condenação por sonegação fiscal, é obrigado a passar um ano em um centro comunitário como parte de seu acordo para não ser preso.

Ali vai conhecer uma grande quantidade de pessoas pobres e necessitadas com as quais tem extrema dificuldade em conviver pela absoluta diversidade de realidades entre suas vidas. Então, imagina uma forma de sair logo dali, naturalmente distribuindo dinheiro.

No elenco de O REI DE ROMA estão Elio Germano, Eleonora Danco, Marcello Fonte, Luciano Curreli e Mimmo Epifani.

Claro que há muitas situações engraçadas na narrativa, principalmente pelos contrastes evidentes entre o mundo do milionário e a pobreza extrema de seus novos “amigos”.

O REI DE ROMA, sem pretender ser um clássico ou chegar próximo ao nível de seus antecessores célebres, consegue divertir e deixar reflexões ao espectador, na melhor tradição da cinematografia italiana. Vale a pena ser visto.

Danielle Luchetti’s IO SONO TEMPESTA is inspired by the best Italian dramatic comedies of the masters like Dino Risi, Mario Monicelli, Ettore Scola and so on, to tell a story in a comic way, but leaving a bitter feeling of who laughs of the lack of character, feelings and humanity of our society.

The Italian cinema has several classics in this genre, such as BRUTTI, SPORCHI I CATTIVI, PROFUMO DI DONNA (SCENT OF A WOMAN) and AMICI MIEI, just to name three.

IO SONO TEMPESTA tells the story of a Roman billionaire (Marco Gialini very good) who lives by getting everything he wants at the expense of bribes, a lot of favors and a lot of corruption. One day, in the face of a tax evasion conviction, he is required to spend a year in a community center as part of his agreement not to be arrested.

There he will meet a lot of poor and needy people with whom he has extreme difficulty in living because of the absolute diversity of realities between their lives. So, he figures a way to get out of there, of course, by handing out money.

In the cast of IO SONO TEMPESTA are Elio Germano, Eleonora Danco, Marcello Fonte, Luciano Curreli and Mimmo Epifani.

Of course, there are many funny situations in the narrative, mainly because of the obvious contrasts between the millionaire world and the extreme poverty of his new “friends.”

IO SONO TEMPESTA, without pretending to be a classic or coming close to the level of its celebrated predecessors, manages to amuse and leave reflections to the viewer, in the best tradition of Italian cinematography. Worth seeing.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s