PROVEN INNOCENT é uma nova série de tribunal da FOX que parte de um argumento bastante interessante. Dois irmãos são condenados erradamente por um crime que não cometeram. Anos depois, quando saem da cadeia, a menina – que estudou direito – vai trabalhar em um escritório de advocacia especializado em reverter condenações equivocadas.

O inimigo número um dela é o Promotor que os condenou, o superstar Gore Bellows (Kelsey Grammer, sempre ótimo), cheio de pretensões políticas e conflitos pessoais e familiares. A protagonista injustiçada é a atriz canadense Rachelle Lefreve (da franquia CREPÚSCULO). Ao lado deles, estão Riley Smith (da precocemente encerrada FREQUENCY), Russell Hornsby (UM LIMITE ENTRE NÓS) e Catherine Lidstone.

Nos primeiros cinco episódios – que seguem a tendência moderna de ter uma história completa por capítulo paralela à história central da série – vê-se casos variados que, por diversas razões resultaram em pessoas condenadas injustamente.

A série está apenas iniciando, buscando o caminho a ser trilhado. Mas pela amostra inicial e pela relevância do seu tema central (condenações injustas), tem muito a progredir e pode se tornar um sucesso significativo.

PROVEN INNOCENT is a new FOX courtroom drama series that starts from a rather interesting argument. Two brothers are wrongly convicted of a crime they did not commit. Years later, when they leave the jail, the girl – who studied law – goes to work at a law firm specializing in reversing wrong convictions.

Their number one enemy is the District Attorney who condemned them, superstar Gore Bellows (Kelsey Grammer, always great), full of political pretensions and personal and family conflicts. The undisputed protagonist is Canadian actress Rachelle Lefreve (of the TWILIGHT franchise). Next to them are Riley Smith (from the early closed FREQUENCY), Russell Hornsby and Catherine Lidstone.

In the first five episodes – which follow the modern tendency to have a complete history by chapter parallel to the central story of the series – there are varied cases that for various reasons have resulted in wrongly convicted persons.

The series is just beginning, looking for the path to be trodden. But by the initial sample and the relevance of its central theme (unfair convictions), it has much to progress and can become a significant success.