POLAR: Thiller da NETFLIX Sobre Assassino Aposentado se Perde na Violência Exagerada

A NETFLIX colocou em seu cartel o thiller policial POLAR, recentíssima produção estrelada pelo sempre ótimo ator dinamarquês Mads Mikkelsen (A CAÇA, DOUTOR ESTRANHO e ROGUE ONE), vivendo um assassino profissional top de linha que resolve se aposentar contra a vontade do chefe muito louco interpretado pelo ator e produtor musical inglês Matt Lucas (DOUTOR WHO).

Talvez o ponto alto do filme seja o fato de que tendo elaborado um plano de pensão milionário para seus empregados, o chefe queira que todos morram para os valores retornarem ao fundo. Assim, ele não quer deixar que qualquer dos assassinos profissionais que trabalham para ele se aposente efetivamente. Fina ironia.

Quando seu principal empregado decide se retirar, ele envia uma troupe de bandidos atrás dele pelo mundo, matando e torturando pessoas de forma absolutamente explícita, gerando cenas de violência gráfica muito fora do razoável e sem ganhar o caráter (aparentemente pretendido) de pastiche que Quentin Tarantino sabe fazer com maestria.

A linda atriz canadense Katheryn Winnick (VIKINGS), a ex-Disney Channel Vanessa Hudgens, a costa riquenha Ruby O. Fee, a chinesa Fei Ren (LÚCIFER), a também canadense Aysha Issa (X-MEN: A FÊNIX NEGRA), a Cazaque Anastassia Marinina (da série TAKEN) e um muito envelhecido Richard Dreyfuss (o eterno oceanógrafo Matt Hooper de TUBARÃO) fazem um elenco atraente e sempre interessante de se ver.

O roteiro cai em todos os clichês do gênero, desde a mocinha inocente que pode significar a redenção do protagonista, a bandida com uma queda pelo mocinho que faz um jogo duplo, a certeza do vilão de que vai derrotar o mocinho em pouco tempo, tiroteios e mortes sem fim e por aí vai.

POLAR tem duas ou três coisas muito boas: Mads Mikkelsen, sempre um grande ator, paisagens polares de Montana belíssimas, mulheres lindas e um twist final absolutamente surpreendente.

Acho que fica claro que o diretor tivesse baixado a bola na violência explícita de muitas cenas, POLAR seria um filme bem melhor do que efetivamente é.

NETFLIX has put on its lineup POLAR, a very recent production starring the always great Danish actor Mads Mikkelsen (THE HUNT, DOCTOR STRANGE and ROGUE ONE), living a top-of-the-line professional assassin who decides to retire against the will of the very crazy boss played by English actor and producer Matt Lucas (DOCTOR WHO).

Perhaps the highlight of the film is the fact that having worked out a million-dollar pension plan for its employees, the boss wants everyone to die for the values ​​to return to the fund. So he does not want to let any of the professional assassins working for him retire effectively. Fine irony.

When his main employee decides to leave, he sends a troupe of thugs after him around the world, killing and torturing people in an absolutely explicit manner, generating scenes of graphic violence very unreasonable and without gaining the (apparently intended) character of pastiche that Quentin Tarantino knows how to do with mastery.

Beautiful Canadian actress Katheryn Winnick (VIKINGS), former Disney Channel Vanessa Hudgens, Costa Rican Ruby O. Fee, Chinese Fei Ren (LUCIFER), Canadian Aysha Issa (X-MEN: DARK FENIX ), Kazakh Anastassia Marinina (from the TAKEN series) and a very aged Richard Dreyfuss (the eternal oceanographer Matt Hooper of JAWS) make an attractive and always interesting cast to see.

The script falls on all the clichés of the genre, from the innocent girl who can mean the redemption of the protagonist, the bandit with a crush for the good guy who plays a double game, the certainty of the villain that will defeat the good guy in a little time, shootings and endless deaths and so on.

POLAR has two or three very good things: Mads Mikkelsen, always a great actor, beautiful Montana polar landscapes, beautiful women and an absolutely amazing final twist.

I think it’s clear that the director had dropped the ball in the explicit violence of many scenes; if not, POLAR would be a much better film than it actually is

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s