INIMIGOS DE SANGUE (WELCOME TO THE PUNCH), do cineasta inglês Eran Creevy tem a produção esmerada assinada por Ridley Scott e um intrigante trio central de atores: o escocês James McAvoy (X-MEN A FÊNIX NEGRA, ATONEMENT e O PROCURADO) e os ingleses Marc Strong (SHERLOCK HOLMES de Guy Ritchie) e Andrea Riseborough (BIRDMAN).

Em uma Londres higtech, um ladrão fere um policial no joelho, deixando-o ferido não somente física como moralmente. Anos depois, o vilão é obrigado a voltar a Londres – e encarar seu passado – quando seu filho é vítima de um tiroteio.

Uma das melhores coisas do filme (disponível no Itunes e na Amazon prime Video) é que o foco que pareceia ser o duelo entre plicial e ladrão vai, durante a narrativa, se alterando pela constatação dos dois personagens centrais, de que eles são apenas marionetes em um plano muito maior que envolve corrupção em altos círculos da política e da polícia inglesas.

A produção caprichada possibilita imagens realmente belísssimas da noite londrina, com as inevitáveis perseguições entre ladrões e policiais, confrontos em lugares cheios de armadilhas (a inevitável cena entre containers) e muita câmera lenta para acentuar o visual dos tiroteios.

INIMIGOS DE SANGUE poderia ter descido mais profundamente no psicológico do confronto entre mocinho e bandido. Preferiu ficar na superfície e investir mais no visual do filme que nas razões dos personagens.

Perdeu a aposta e virou um thriller padrão.

WELCOME TO THE PUNCH, by the English filmmaker Eran Creevy has a top of line production signed by Ridley Scott and an intriguing central trio of actors: Scotsman James McAvoy ( X-MEN THE DARK FENIX , ATONEMENT and WANTED) and the Brittish Marc Strong(Guy Ritchie’s SHERLOCK HOLMES) and Andrea Riseborough (BIRDMAN ).

In a London higtech, a thief injures a policeman in the knee, leaving him injured not only physically but morally. Years later, the villain is forced to return to London – and face his past – when his son is the victim of a gunfight.

One of the relevant things about the movie (available on Itunes and Amazon Prime Video) is that the focus that seemed to be on the duel between the cop and the thief will, during the narrative, be altered by the realization of the two central characters that they are just puppets on a much larger plot involving corruption in high circles of English politics and police.

The whimsical production makes for truly stunning footage of London night, with inevitable pursuits between thieves and police, clashes in places full of traps (the inevitable scene between containers) and lots of slow motion to accentuate the visuals of the shootings.

WELCOME TO THE PUNCH might have descended more deeply into the psychological confrontation between good and bad. It preferred to stay on the surface and invest more in the visual of the film than in the reasons of the characters.

It lost the bet and became a standard thriller.